O tabu foi quebrado - Carnaval também combina com futebol

E chegou o Carnaval e com ele o medo, a insegurança, a incerteza de uma boa viagem para o destino escolhido, principalmente se o incauto folião escolher seu carro como veículo a lhe conduzir por estas estradas horríveis do país ou uma das capitais do Nordeste, inseguras e com problemas com a polícia, isto mesmo, a polícia prometeu dar "insegurança" aos turistas de Fortaleza e João Pessoa. 

Mas um dia, quando eu era criança pequena lá em Miracema, futebol nem passava perto da data reservada aos festejos de Momo, e rezava uma lenda de que time que jogasse na quarta-feira de cinzas teria um péssimo ano, assim como era na Sexta-Feira Santa, quando o CR Vasco da Gama sequer abria seus portões para funcionários ou visitantes. 

Mas hoje a coisa mudou, a modernidade da televisão exige datas disponíveis e há algum tempo jogar no período de Carnaval virou rotina e nem mesmos os jogadores-foliões reclamam do trabalho em horas ou dias extras e entram em campo com a mesma disposição que entram em dias normais, exceto aqueles irresponsáveis, que dão uma escapada e frequentam clubes e blocos de suas preferências.

Mas isto agora é restrito aos que conseguem folga ou estão de folga no período, como Neymar, assíduo frequentador do Sambódromo carioca e que neste Carnaval já avisou que está de fora da folia, o garoto está virando homem e aprendendo ser responsável, mas tem aqueles que perdem a folga na folia por um jogo ruim, como os jogadores do Palmeiras, que ontem, na sua arena, suou um litro certo para vencer o Guarani e o "profexô" já cortou a liberdade da turma tomar umas e outras nos desfiles. 

E aos jogadores do Flamengo está reservado o pior, no bom sentido é claro, que é ficar concentrado, literalmente, desde hoje até quarta-feira, depois da meia noite, quando poderão ou não fazer sua festa de campeão da Taça Guanabara, caso vença o Boavista na noite de amanhã, no Maracanã, e a Recopa, caso derrote o Del Valle, na quarta-feira, também no Maracanã, 21.30h, e aí sim, Jorge Jesus é capaz de liberar a rapaziada para uma folia atrasada. Será?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vitinho brilha no empate com o Vasco em Volta Redonda

Mais um adeus: Ricardo "Gagão" Padilha já é saudade.

Kátia é saudade eterna, adeus, amiga.