sábado, 31 de agosto de 2019

Brasilerão - Cinco jogos e dois clássicos quentes no sábado

Hoje tem um jogão, que pode ser um dos melhores da rodada, às onze da manhã. Isto mesmo, sábado, 11h,  São Paulo x Grêmio abrindo a 17a rodada do Brasileirão, no Morumbi, e é jogo para casa cheia, mesmo com a derrota para o Vasco da Gama, no último domingo, a torcida do Tricolor Paulista está animada e deverá lotar o Velho Frankie, como é chamado pelos adversários do São Paulo FC na capital dos bandeirantes. 

E o Grêmio, finalmente dará valor ao Brasileirão? Renato usará os titulares? Me parece que sim, afinal dia 4 de setembro, ou seja, quarta-feira próxima, com tempo suficiente para descansar seus jogadores, o Tricolor Gaúcho vai a Curitiba enfrentar o Atlhetico PR pela Copa do Brasil, mas será que hoje, no Morumbi, o Grêmio valorizará o Campeonato Nacional? Aguardemos as escalações por volta das dez horas e aí sim poderemos dizer quem é o favorito deste clássico nacional. 

E hoje teremos um festival de bola rolando aqui no Brasileirão, além do citado São Paulo x Grêmio temos outros envolvidos na semifinal da Copa do Brasil, como o Internacional, por exemplo, que recebe o Botafogo, 21h, no Beira Rio, já que enfrenta o Cruzeiro, na Copa do Brasil, em casa, na quarta-feira, o mesmo acontecendo com o Atlhetico PR que recebe hoje, na Arena Furacão, o Ceará, o Furação joga contra o Grêmio, em casa, pela Copa do Brasil, na quarta-feira. 

Completam os cinco jogos do sábado Chapecoense x Santos, na Arena Condá, e Bahia x CSA, na Fonte Nova, em Salvador, ambos às 17h e com favoritismo do Peixe e do Tricolor de Aço, o Santos, que persegue diretamente o Flamengo, ambos com 33 pontos, não pode pensar em sequer empatar para não se distanciar e perder a confiança do torcedor, aborrecido com a "entrega" do jogo contra o Fortaleza, na Vila, quando fez 3x0 e se deixou envolver pelo oba oba, como disse Sampaoli, e levou o empate em 3x3, quando ao Bahia eu considero o grande favorito do sábado. 


sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Papo de Bola - O torcedor tricolor não merecia

Injusta a eliminação do Fluminense?  Olhando pelo lado da torcida eu digo que foi, porém, tem sempre um porém, no lado técnico eu digo que não e explico: O Corinthians soube jogar com o regulamento, o empate em casa não estava nos planos de Carille e ontem, no Maracanã, qualquer empate lhe daria chances de classificação, outro 0x0 levaria para os pênaltis, e os demais dariam vaga na semifinal da Copa Sul Americana. 

Carille montou um time esquematizado para não perder e Osvaldo Oliveira não soube montar um time, ou não tinha peças para isto, para vencer e, o empate chegou tarde demais e com pouco tempo e pouco recurso de qualidade para definir, sentiu falta do artilheiro Pedro, contundido mais uma vez, sentiu falta de maior experiência e rodagem dos garotos, as joias não renderam e o castigo, se é que posso chamar assim, veio no final dos cento e oitenta minutos do mata mata. 

E o castigo que me refiro é para o torcedor, que fez a sua parte e encheu o Maracanã de verde, vermelho e grená fazendo uma linda festa e ao som de um coro de quase 60 mil vozes o time decepcionou e mostrou a fragilidade que o torcedor conhece mas não quer acreditar que dará errado, o torcedor sempre acredita que vai dar certo e apoia, mas o elenco é frágil e a esperança agora é que esta eliminação não afete o grupo no Brasileirão. 

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Opinião - Os grupos da Champions

Depois de várias homenagens, uma delas ao ídolo francês do Manchester United, Cantona, que recebeu o prêmio personalidade da Uefa, que teve a confirmação de Alisson Backer, goleiro do Liverpool e da Seleção Brasileira, como o melhor goleiro da Europa 2018/19, entramos na fase final da festa em Monte Carlo, onde a Uefa fez o sorteio dos oito grupos da Champions League temporada 2019/2020.

Sem muitas surpresas, acredito que deixaram de lado os chamados "grupos da morte" e fizeram um sorteio equilibrado, claro que em alguns, como o Grupo A, que tem PSG e Real Madrid, além do Club Brugges, da Bélgica, terão jogos super clássicos e difíceis, mas no todo o sorteio foi bem distribuído e sem muitos sustos para os 32 que jogarão a fase de grupos a partir de 17 de setembro até a grande final, em Istambul/Turquia, em 30 de maio de 2020.

Grupo a grupo e a minha análise sobre os participantes - 
Grupo A - Além de Paris Saint Germain e Real Madrid, que no meu entender são os favoritos para as duas vagas, tem o Brugges, da Bélgica e Galatassary, que jogarão para saber quem irá para a Liga Europa e quem se despedirá no final do ano. 

Grupo B - Também com dois favoritos, Bayern Munique e Totenhan, e com Olimpiakos, da Grécia, e Estrela Vermelha, da Croácia, jogando por uma vaga na Liga Europa. 

Grupo C - Aqui o Manchester City não terá adversário complicado, ele nada soberano deixando para os três, Shakthar, Dínamo Zagreb e Atalanta disputando a segunda vaga para o primeiro mata mata. 

Grupo D - Juventus e Atlético Madrid são favoritos a seguir em frente e Leverkusen, da Alemanha,  Lokomotiv, de Moscou, disputam a terceira vaga, a que leva para a Liga Europa. 

Grupo E - Aqui um possível grupo complicado, não chegamos a dizer "da morte", mas Liverpool é favorito e o Napoli terá dificuldades para ser o segundo da chave que tem o Salsburg, novo rico da Áustria, e o Genk, da Bélgica, forte dentro de casa 

Grupo F - O grupo do Barcelona, que tem como adversário principal a renovada Inter, de Milão, e os dois outros componentes da chave o outrora poderoso Borussia Dortmund e o tradicional Slavia Praga. Grupo bem lega de ver os jogos. 

Grupo G - Se não tem um grupo da morte tem um grupo da vida, e a vida do Lyon será bem tranquila na chave que tem Benfica, Zenit e Leipzig, alemães, portugueses e russos tentando tirar a vaga do francês em uma briga complicada para eles. Ouso dizer que o Benfica é sério candidato a Liga Europa. 

Grupo H - Olhem outro grupo de vida fácil, desta vez para o bom time do Ajax, que terá a companhia do instável Valência, da Espanha, do Lille, da França, sem tradição em Champions, e do inglês Chelsea, que deverá ser o segundo da fila de favoritos no grupo. 

E Messi, sem surpresa, foi o craque da temporada na Europa. E aí, gostou? Daqui a duas semanas começam os jogos e vamos aguardar o fechamento da janela para sabermos as novidades nos times europeus. Onde irá Neymar? 

Sul Americana - Fluminense e Corinthians na briga por semifinal

Com promessa de um Maracanã lotado, segundo a assessoria de imprensa do tricolor já são quase cinquenta mil ingressos vendidos, o Fluminense tenta salvar o ano e chegar a semifinal da Copa Sul Americana, o adversário é o também brasileiro Corinthians, e, quem passar de hoje enfrentará o Independiente Del Valle, que eliminou o "rei de copas", seu homônimo da Argentina. 

O jogo de hoje promete, e Osvaldo Oliveira, estreante da noite, diz que seu time seguirá os princípios implantados por Fernando Diniz, porém mais sólido na defesa, e o 0x0 lá em São Paulo dá motivação ao tricolor carioca. "O Marcão (interino) fez um grande trabalho de motivação e vou precisar dele para montar o time para esta noite", disse Osvaldo de Oliveira antecipando também que Neném  e Ganso não jogarão juntos no início do jogo. "Quem sabe no decorrer posso utilizar os dois?" Arremata o treinador. 

Do lado do Corinthians também é a salvação do ano, eliminado da Copa do Brasil e fora da Libertadores, resta ao Timão a chance de conquistar este título internacional, a Sul Americana atualmente é valorizada, paga bons prêmios, e Carille se absteve de jogar o Brasileirão com a força máxima para usar hoje, 21:30h, no Maracanã, seu time base e vencer para chegar a semifinal da competição, no ponto de vista do comentarista que vos escreve o Timão é favorito mas terá que vencer a força da torcida e a motivação do time carioca.

Só para lembrar o outro jogo semifinal já está definido e terá Atlético Mineiro x Colon, da Argentina, com o primeiro jogo lá na casa dos Hermanos. 


Libertadores - Flamengo na semifinal e River joga para chegar lá

A certeza de que a Libertadores nos daria dois clássicos nacionais fez com que a venda de pacotes para o Chile, em 23 de novembro, aumentasse de forma assustadora. A certeza de que poderemos ter um gigante Sul Americano, em Santiago, para o jogo final da Libertadores, faz mexer com a cabeça do torcedor/turista, principalmente os brasileiros, e achar vaga em hotéis na capital chilena, hoje, está mais difícil do que o camelo passar no buraco da agulha. 

Sim, termos dois gigantes argentinos na semifinal de um lado de chave, claro que estou antecipando a classificação do River Plate, que hoje enfrenta o Cerro Porteño, no Paraguai, com uma vantagem de dois gols, como era a vantagem de ontem, do Flamengo, diante do Internacional, em Porto Alegre. Claro que o Hermano platino está entusiasmado com estes dois jogos em Buenos Aires, mas será que a estupidez dos vândalos e bandidos das torcidas de Boca e River darão uma trégua nos dois jogos semifinais? 

E, por aqui no lado brasileiro deu Flamengo e Grêmio na semifinal, a primeira em Porto Alegre e a segunda no Rio de Janeiro, no mês de outubro, tempo suficiente para preparar os times, jogar o Brasileiro e, para o Tricolor Gaúcho tentar subir na tabela já que a Copa do Brasil e a Libertadores tiraram o foco do treinador Renato Gaúcho do Brasileirão e Jorge Jesus, mas centrado no campeonato nacional, deu ênfase as duas competições em condições de igualdade. 

E o que falar do jogo de ontem? Vocês já leram tudo o que tinha direito, já viram tudo o que podiam ou não nas resenhas das tevês e eu, simples mortal, que tenho sono e não tenho o compromisso de entrar imediatamente no blog para comentar, deixei para agora cedo os elogios e as criticas ao jogo e a arbitragem, que diga-se de passagem foi perfeita, deixou o jogo fluir e foi correta nos lances polêmicos. 

Helmans e Jesus foram brilhantes no comando de Internacional e Flamengo, ousadia de ambas as partes, cautela no final e pressão para conquistar resultado positivo. Gabriel, o Gabigol, poderia deixar o Beira Rio como vilão da história, mas saiu de campo como "dono" do empate ao não perder, como no primeiro tempo, uma chance real de gol e fez jus ao apelido ao ter frieza para definir o placar aos 40 do segundo tempo. 

E o que falar da zaga rubro-negra, tão criticada e xingada tempos atrás? Mais uma vez perfeita na marcação e no jogo aéreo, os alas ontem foram laterais, apoiaram pouco e deram a experiência que faltava a defesa do Flamengo, quando a Cuellar, que realmente não quer mais jogar, é melhor pensar no assunto e liberar o volante imediatamente para não atrapalhar a harmonia do grupo e não preocupar, como ontem, quando o colombiano simplesmente disse o que foi fazer em Porto Alegre, tentar ser o inconveniente para que a negociação se adiante, e acho que conseguiu. 

Flamengo na semifinal depois de trinta e cinco anos de espera. 

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

E segue o jogo: Libertadores conhece hoje dois semifinalistas

E hoje tem a outra semifinal brasileira da Libertadores 2019, e tem também, em Buenos Aires, a possível confirmação do Boca Júnior no outro lado da chave, o time argentino vai para campo, às 19:15h, com uma larga vantagem de três gols feitos na casa da LDU, na semana passada, e, convenhamos, sem querer ser o profeta inútil, tipo Fábio Sormani, da Fox, e nem aquele pensador como João Zanforlim, que previram o Palmeiras ser campeão de tudo nesta temporada e que seria mais fácil um camelo passar pelo buraco da agulha do que o Grêmio vencer no Pacaembu, eu digo que dá Boca Júnior assim como dá River Plate no outro confronto, contra o Cerro, no Paraguai, já que vai com a vantagem de 2x0 feitos em Buenos Aires. 

E eu dizia acima que hoje tem Internacional x Flamengo, no Beira Rio, 21:30h, com transmissão da Globo, com Galvão Bueno e turma, e do Sportv, com Luiz Carlos Jr e seus asseclas, e quem leva? Eu, no parágrafo acima, disse que River e Boca estão em vantagem por terem feito diferenças de dois e três gols, mas o Flamengo, com seus 2x0, feitos no Maracanã, também é favorito absoluto? 

Não, impossível comparar este jogo com os dos argentinos, aqui em Porto Alegre o jogo é igual, duas forças iguais, dois gigantes do futebol brasileiro e o Colorado, assim como fez o Rubro Negro, pode muito bem reverter o placar e até mesmo aumentar a vantagem, tem time e torcida para isto, mas do outro lado está um time forte, bem encorpado e cheio de vontade de mostrar que Libertadores é também a praia do Flamengo, os dois apresentam treinadores competentes, um veterano europeu e um jovem talentoso brasileiro e o jogo será jogado e sem perspectiva de vitória ou resultado favorável a qualquer um dos dois. 

Opinião - Renato é moderno, e Felipão?

E ontem eu assisti a uma bela virada de página do Grêmio, mais uma na Libertadores, e, para quem era apenas um mero coadjuvante da grande vitória Palestrina, isto mesmo, os comentaristas paulistas davam como certa a classificação do Palmeiras para a semifinal e não entenderam como o time pode ter sido escalado tão erradamente, jogado de forma tão bisonha e perdido de forma tão humilhante. 

Isto mesmo, não estou exagerando, o time foi mal escalado por Felipão, parece que o ultrapassado treinador deixou de ouvir seus assistentes mais jovens e mais competentes, Turra e Pracelli, que foram fundamentais na conquista do Brasileirão, no ano passado, e que me parece terem sidos colocados de lado pelo gaúcho metido a inteligente, e aí desandou a maionese e o Palmeiras foi caindo pela tabela do Brasileirão 2019 e entregou a rapadura ontem, jogando no Pacaembu porque sua moderna Arena estava com os donos para show de Sandy & Júnior. 

Não há como contestar a vitória gremista, Renato Portalupe soube tirar proveito de seus jogadores e errou acertando com a entrada de Rômulo, obscuro jogador que estava perdido no Flamengo e sem vez no Grêmio, entrou, ninguém o viu em campo mas foi fundamental na tomada de espaço no meio campo do tricolor gaúcho. Uma grande atuação de Emerson, que deverá realmente ir embora depois deste show no Pacaembu, uma grande atuação coletiva e uma bela vitória do time copeiro e inteligente e que espera Flamengo ou Internacional para a semifinal brasileira da Libertadores 2019.

terça-feira, 27 de agosto de 2019

Cantando no chuveiro e solando meu piston no quintal

Agora a pouco, por volta das cinco da tarde, ouvi meu vizinho cantando, me parece que estava no chuveiro porque a alegria dele era contagiante e sempre que se canta no chuveiro o cara fica alegre, certo? 

Sim, certo. Tiro por mim, que sempre fui um cantante dos banhos e meus vizinhos (as) gostavam e até faziam o repertório que ia de Cauby Peixoto a Carlos Alberto, dependendo do dia saia até um samba de Noite Ilustrada. 

E faz um tempão que não ouso cantar no chuveiro, creio que meus filhos jamais ouviram minha voz durante o banho e eles, se não me falha a memória, também não tiveram este hábito gostoso, legal e sem duvida alguma uma das boas coisas da vida, quem canta seus males espanta, já diz o dito popular. 

E sabe do que eu sinto também uma tremenda saudade? Do meu pistom, era incrível minha paixão pela música e pelo instrumento, se não cantava muito bem o mesmo eu não posso dizer da minha qualidade como pistonista ou músico, tinha um sopro bem legal, o meu vizinho, Dr. Ururay de Matos Macedo que dizia: "Vicente, este seu neto tem um sopro mavioso e será um grande músico".

E foi com ele, Dr. Ururay, que fiz uma dos mais incríveis duetos musicais, já contei em outra crônica, ele, um flautista de nível elevadíssimo, sempre às tardes do meio de semana, soprava seu instrumento e, certo dia, de tanto ouvir as canções que ele gostava, resolvi fazer um contra canto com ele, de surpresa, ele solava e eu fiz o acompanhamento, ele gostou e em outras oportunidades fizemos solo em conjunto, ele da varanda e eu no nosso quintal, na Praça Ary Parreiras. 

Baita saudade também dos duetos com a mana Maria Tereza. saxofonista de primeira linha e, apesar de não ser eximia em tocar "de ouvido", só era bam bam bam na partitura,  fez comigo, na nossa varanda, bons duetos musicais que duraram tão pouco como minha parceria com Dr. Ururay, mas foi também muito legal viver estes grandes momentos musicais. 

Se agradei meus vizinhos eu não sei, mas minhas amigas Fatinha Assunção, e sua mãe Dona Celinha, Adalgisa e sua mãe, Dona Celeste, ou Dona Carmem Faver jamais reclamaram com meus pais e eu, de tanto insistir na arte de cantar, que o Flávio Macedo, filho do Dr. Ururay, me convidou para ser intérprete de sua música, no I Fecami, que ganhei o primeiro troféu "Melhor Intérprete" do festival da canção de Miracema, aliás neste mesmo evento defendi as canções do Fernando Nascimento e do Carlos Cirino. 

Bons tempos... belos dias.... grandes momentos. 


Libertadores - Palmeiras e Grêmio tentam reencontar o bom futebol

E hoje tem Palmeiras x Grêmio, no Pacaembu, isto mesmo, a Alianz Arena estará ocupada, os donos farão um show no lugar e o Porco terá que voltar ao Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho para enfrentar o Grêmio valendo uma vaga na semifinal da Libertadores. No jogo de ida, em Porto Alegre, deu Verdão, 1x0, e esta vantagem é que me faz dizer que ele, o Palmeiras, é o favorito para chegar a penúltima fase da competição. 

Porém, tem sempre um porém, o Tricolor Gaúcho tem tradição, tem qualidade, tem um técnico, que como Felipão, é copeiro e boleiro, sabe lidar com estes jogos complicados e por isto prefiro apontar o equilíbrio como fator preponderante para o jogo das 21:30h, em São Paulo, tá legal? Não vi os jogos do Grêmio nas últimas rodadas do Brasileiro justamente por que Renato optou por utilizar os reservas nas últimas rodadas, mas os pedaços que vi, nos melhores momentos, me parece que Diego Tardeli e Luan estão voltando a boa forma e isto é fundamental para uma última cartada gremista. 

Sobre o Palmeiras, de Felipão, não tenho visto muita melhora no padrão de jogo, os reservas não encaixaram um jogo e o time caiu pela tabela e a folga que tinha, oito pontos para o Flamengo e cinco para o Santos, acabou e hoje o Palestra é o terceiro colocado e sofre com a inconstância ofensiva e até a defesa, outrora o ponto forte, anda falhando nos momentos cruciais. Hoje, com o time completo e descansado, quem sabe encontre o melhor momento e faça um jogo brilhante contra o Grêmio, time e elenco não faltam ao treinador para que isto aconteça. 




Trocando a pauta - Luxa é o foco do momento

Ontem meu professor, Luiz Cândido Tinoco, me pediu um comentário e pautou: - Queria três minutos sobre Jorge Jesus e seu milagre no Flamengo e sobre Cuellar, que está brigado com a diretoria, disse ele querendo papo de bola para seu programa na Terceira Via TV. 

Hoje, cumprindo o compromisso que tenho, resolvi contrariar a pauta e não falar sobre Jesus e o Flamengo, ainda é cedo para tanta euforia e nem sobre Cuellar, que me parece ter sentido a bobagem que fez e foi para Porto Alegre, se vai jogar ou entrar com vontade só amanhã saberemos, mas meu caro Tinoco, a pauta foi mudada e o foco do comentarista é Vanderlei Luxemburgo, tá ok?

Sim, Luxa transformou um grupo de derrotados e o colocou em um patamar de vencedor, esqueçam a goleada do Flamengo, aquilo foi um acidente de percurso e o Vasco, naquele dia, fez sua melhor partida no Brasileirão antes do jogo excelente que apresentou contra o São Paulo FC, em São Januário, no domingo passado. 

Sim, Luxa, que ninguém acreditava, somente eu dizia que iria transformar o Vasco porque era a sua última chance em um dos grandes brasileiros, seus trabalhos anteriores foram um fiasco atrás do outro e agora, com o Vasco totalmente desacreditado, sem qualidade técnica e com poucos jogadores de nível de Série A, o treinador resolveu apostar na base vascaína e os resultados começam a chegar justamente através destes meninos de São Januário. 

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Opinião - Pronto... falei.

No tempo em que eu ainda jogava uma bolinha, dizem que fui artilheiro e não um craque ou bom de bola, concordo com o não craque mas discordo do bom de bola, joguei alguma coisa sim, mas este não é o caso que quero relatar e sim sobre meu cabelo grande e minha fitinha amarrada na testa, isto nos anos 60/70 e que depois virou moda entre os profissionais, claro que não fui eu a lançar e sim um dos primeiros a copiar no interior, nem sei quem usava estas faixas. 

Certo dia, em Apiacá, interior do Espírito Santo, entrei do jeito que eu gostava, calção mais curto, meia arriada, cabelo grande protegido com a tradicional faixa e o grito da pequena arquibancada começou cedo. Oito, viado... oito, viado e assim por longos minutos até quando fiz um... dois... três gols e parece que aí esqueceram o viado e começaram a xingar minha mãe e meu pai. 

Nem esquentei a cabeça, mas no intervalo, saindo para o minúsculo vestiário, gaiato gritou a mesma bobagem e eu fiz o gesto de três, com os dedos da mão, e um sujeito, do lado dele, deu um tapa nas costas do idiota e disse: - Continua a chamar o cara de viado, ele já fez três e se xingarem de novo é capaz dele enfiar cinco na gente. 

Mas o treinador não deixou eu voltar para o segundo tempo, o trato era me pagar CR$ 5,00 (cinco cruzeiros) por gol e a cota do diretor já tinha estourado só no primeiro tempo, eu disse que não queria receber nem os Cr$ 15,00 (quinze cruzeiros) e queria apenas irritar a torcida da casa e fazer outros gols, não adiantou, acho que veio recomendação para eu não voltar mesmo. 

E hoje, lembrando disto, falei com minha mulher: Pobre Renato Gaúcho, está internado até hoje, com depressão, e depois que, por duas vezes, os torcedores adversários gritaram para ele, Renato... Viado, Renato... Viado, ele nunca mais jogou futebol e jamais pisou em um estádio até hoje, uma pena, perdemos um craque e um possível grande treinador só por ter sido xingado com palavras em um estádio de futebol.  

Morri de rir quando ela respondeu: - Ué, Renato Gaúcho não é técnico do Grêmio?  Pois é, Daniel Alves também disse que vai parar de jogar se os xingamentos continuarem e Romário também parou de jogar pelo mesmo motivo. 

E meu amigo Igor Tostes me lembrou: - Para a CBF chamar de viado não pode, mas mostrar banana para negros, chamar de macaco e ofender o cidadão afro descendente pode e não tem prisão nem mesmo punição aos clubes. 

Vá se catar, Daronco e cia que aceitarem esta palhaçada, tem que punir RACISMO, isto sim é crime, ou homofobia fora das arquibancadas, ofensas e agressões gratuitas nas ruas e nos bares, isto sim é crime, mas este negócio de Bambi, Boiola, Viado é coisa do futebol e, quantas vezes me chamaram de mulambo, de urubu, e gritaram "assassino" para alguns jogadores evolvidos em acidentes julgados pela justiça? Isto pode?

Melhor deixar como está e dizer que erraram, aliás, errar é com a CBF né mesmo?

Papo de Segunda: Falando sobre o que vi do Brasileirão

Acordei mais tarde, assisti uma maratona da série Game Of Thrones, que por sinal não gostei, muita violência e disputa acirrada por poder, não faz meu gênero e não vou seguir com a segunda temporada, e ao chegar ao Armazém, para o papo da manhã, veio logo a cobrança, podem crer, do Claudinho, vascaíno triste com a vitória do seu time sobre o São Paulo, e Fernandinho queria saber porque ele estava tão enfezado com o Vasco da Gama. 

- Ajudamos aqueles "mulambos" a serem líderes, torci para perder já que o seu Fluminense, Fernandinho, é que será o carioca rebaixado, aguarde prá ver. 

Não entrei no mérito, mas Claudinho queria saber porque não postei nada sobre as vitórias do Vasco e do Flamengo. - Você tá muito preguiçoso, Dutra, parece até o ataque do Fluminense. KKKKK a gargalhada do Claudinho é algo indescritível, só ouvindo para saber da ironia que ela transmite.

Fiquei mais um pouco por lá,  o cara me despertou e voltei para casa disposto a escrever algo sobre a rodada deste final de semana, a décima sexta do Brasileirão, mas confesso que não vejo muita coisa para escrever além de dizer que o Flamengo foi muito bem, jogou como líder, que o Vasco pegou um autoconfiante, jogou sério e venceu um São Paulo cheio de marra e que não jogou nem o suficiente para um possível empate, foi vitória merecida meu caro Claudinho. 

E foi o que eu assisti, não vi o empate do Corinthians, que jogou fora uma boa chance de subir na tabela e beliscar uma vaga entre os quatro primeiros, poupou todos os titulares para o segundo jogo contra o Fluminense, pela Sul Americana, assim como fez o Grêmio, que venceu o Furacão, e o Internacional, que perdeu para o Goiás, não vi nenhum dos jogos além de Vasco 2 x São Paulo 0 e Flamengo 3 x Ceará 0 e por isto recusava a escrever sobre o Brasileirão, quem não viu nada não pode comentar, certo?

Ah! Sobre o empate do Santos eu digo que só virei o controle remoto quando estava no final e o Fortaleza fez o segundo gol, acreditei que daria um empate e acertei, mas o Tigre do Nordeste poderia ter insistido nos últimos minutos que dava até para virar, o Santos se perdeu completamente e o torcedor, que não é trouxa, vaiava e o Fortaleza não acreditou na vitória. 

Quanto ao Flamengo me parece que Jorge Jesus achou o fio da meada, mas vamos aguardar um pouco mais como manda a razão e o figurino do bom senso. 


domingo, 25 de agosto de 2019

Brasileirão - Vasco e Fortaleza dão aquela força ao Flamengo e Palmeiras

E o São Paulo caiu em São Januário e perdeu a invencibilidade pós Copa América, e, para isto, contou com uma ajudinha do apito amigo de Daronco, que ao lado do VAR viram falta desqualificante de Raniel, antes dos vinte minutos do primeiro tempo, e mostrou cartão vermelho ao atacante tricolor. 

Tá certo, o Vasco jogou uma grande partida e mereceu a vitória, concordo plenamente, eu também vi assim e, provavelmente, mesmo com onze em campo, o São Paulo poderia não ter ganho de um time que  hoje jogou como nunca havia jogado no Brasileirão 2019 e, com dedo de Luxemburgo, soube administrar a vantagem de um jogador e fez um gol na hora certa, com o garoto Thales, e fechou a fatura no final do jogo quando era grande a pressão do time paulista. 

Este resultado foi ótimo para o Flamengo, que viu u m adversário direto se afastar e, melhor ainda, o empate do Fortaleza, na Vila Belmiro, após perder o primeiro tempo por 3x0 conseguiu chegar ao empate, 3x3, fazendo um segundo tempo primoroso e com participação direta de Zé Ricardo, que mandou o time prá frente, sem medo de ser feliz, e conseguiu o empate já nos acréscimos e tirou o Santos a folga que tinha na classificação. 

Claro que para o Flamengo chegar e agradecer a Vasco e Fortaleza terá que fazer o seu papel e vencer o Ceará, daqui a pouco, no Castelão, mas o campeonato embolou ainda mais e ficou do jeito que a turma gosta, com jeitinho de confusão a zona de Libertadores. 

Brasileirão - Briga pela ponta é boa neste domingo

Ouvi, agora cedo, na fila do pão, meu velho e bom amigo JR comentar sobre a volta do Flamengo a liderança do Brasileirão, logo mais, a partir das 18 horas, quando acabam os jogos envolvendo o rubro-negro, segundo colocado, e o Santos, líder isolado, que enfrentam dois times cearenses às 16 horas. O Flamengo está em Fortaleza para enfrentar o Ceará, que faz uma campanha boa para o padrão de investimento, e o Santos joga em casa contra o Fortaleza, que nas últimas rodadas caiu de produção.. 

Tudo bem, o que JR pensa é realidade mas o que vai acontecer, nos dois jogos, me parece meio complicado antecipar e dizer que o Peixe perde para o Fortaleza, em casa, e o Flamengo ganhe do Ceará, no Castelão. Pode acontecer? Claro, mas o óbvio é pensar em vitória do Santos e, sendo otimista, uma boa vitória do Flamengo, que aliás vai com um time alternativo para poupar seus principais jogadores para a semifinal, segundo jogo contra o Internacional, na Libertadores, na quarta-feira. 

E o São Paulo, meu caro JR, corre por fora e espera um tropeço da dupla acima citada e galgar a primeira colocação. Como assim? Pergunta ela. O Tricolor Paulista pega o Vasco, ainda em recuperação, em São Januário e se vencer torce para um tropeço da dupla para chegar a ponta, o Palmeiras não joga nesta rodada, folgou devido ao adiamento do jogo contra o Fluminense, e assim uma vitória paulista hoje, no Rio, e não vitória, empate ou derrota, de Santos e Flamengo, o São Paulo chega a ponta da tabela. 


Um sábado de ótimo futebol, na Europa, é claro.

Ontem me fartei de ver bons jogos, a começar pela manhã, no Inglês, quando o Chelsea, mesmo jogando fora de casa, soube vencer o Norwich, recentemente saído da Segunda Divisão, e não faltou emoção, 3x2 para os visitantes e um jogo muito bom dos novos garotos liderados por Frank Lampard, o novo treinador dos Blues. 

Depois foi vez do clássico, Liverpool x Arsenal, e ver que os Reds estão sobrando na turma e jogam hoje o melhor futebol na Europa, sem dúvida alguma o time da terra dos Beatles está começando a fazer frente aos grandes times europeus e comprova dia a dia porque foi campeão da Champions na temporada passada. Uma goleada, 4x1, sobre o rival londrino e sem apelação, um grande jogo de Fabinho e Roberto Firmino, mais um, né?

Claro que vi partes do jogo da Juventus, teve dificuldades para vencer o Parma, fora de casa, por um magro 1x0 e, pelo Italiano, eu gostei mesmo do Napoli, que jogando em Florença fez duas viradas sobre a Fiorentina e venceu o time Viola por 3x2 com mais uma grande atuação de Alan e Insigne, um bom começo do Campeonato Italiano que logo na primeira rodada mostrou que será bem diferente do ano passado, a DAZN mostra na íntegra.

Tentei assistir Benfica x Porto, o maior clássico português, mas não dava para largar Fiorentina x Napoli, estava bem melhor e o jogo de Lisboa estava chato, muito truncado e sem qualidade, este ano os dois times portugueses estão bem ruins das pernas e não vai dar para eles nas competições maiores, o Benfica na Champions e o Porto na Liga Europa, o Sporting já vem sofrendo a tempos e não dá para comentar sobre melhora dos Leões de Alvalade. 

O vexame de sábado fica por conta do Manchester United que perdeu em casa para o Crystal Palace e a certeza do ano é que o Bayern Munique, na Alemanha, vai nadar de braçadas e sem adversário para lhe incomodar na busca de seu oitavo título consecutivo. Alguém duvida?

sábado, 24 de agosto de 2019

Pitacos de sábado - Mistos, Cuellar e Europa são os assuntos

Enquanto assisto mais um jogo da Premier League, o Inglês, penso na rodada deste final de semana, do Brasileirão, onde os principais times, aqueles ponteiros, exceto o Palmeiras, que folga devido a falta de intervalo legal para o Fluminense, seu adversário desta rodada, entrar em campo, me lembrou o Matheus Mandy, jornalista amigo lá de Santo Antônio de Pádua, que o Tricolor jogou pela Sul Americana, na quinta-feira, e o intervalo legal terá que ser cumprido, assim o Verdão ganha dois dias a mais do que o Grêmio para trabalhar para o jogo da Libertadores marcado para terça-feira. 

E pensando na rodada eu vejo que o Flamengo, que enfrenta o Ceará, 19 horas de amanhã, com um time misto, e sem Cuellar, que preferiu abandonar o barco e forçar uma saída para Arábia ou para Europa, bem ao estilo que tentou fazer Neymar, no PSG, e o Flamengo deveria fazer o mesmo do time francês, quer sair? Arrume um time para pagar a multa e vamos conversar. E, sem ele, Jorge Jesus pensará em Piris da Motta ou Hugo Moura ou até mesmo Gerson, para o jogo de hoje, ao lado de Arão, e por falar neste rapaz é bom lembrar que no início da temporada ele era o odiado e Cuellar o amado pela torcida, e hoje? Bem, hoje é justamente o contrário, Arão amado e Cuellar odiado, com razão para os dois lados. 

E na rodada deste sábado tem jogo às 11 horas, Atlético Mineiro x Bahia jogam no Independência com o Galo pensando em se recuperar da derrota na última rodada e continuar, como diz o Chico da Tiana em seu You Tube, ali no quarto lugar do Brasileirão, de onde não sai nunca, segundo o humorista mais acessado da rede social, tem mais um Grêmio x Athlético PR, 17h, em Porto Alegre, com os dois jogando com times mistos ou reservas, como queiram,

Tem Brasileirão, mas minha indicação, para hoje, que anda com uma programação bem chinfrim no Brasileirão, é ver Liverpool x Arsenal, 13 horas, pelo Inglês ou, para quem tem o DAZN, a opção melhor é o Campeonato Italiano para ver Cristiano Ronaldo na Juventus, contra o Parma, ou ver na Espn o Real Madrid enfrentando o Valladolid, o time que tem Ronaldo Fenômeno como co-proprietário. 

E, para fechar o dia, Benfica x Porto, pelo Português, às 15 horas, na Espan, me parece a melhor indicação depois do Derby Inglês da uma da tarde. 

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Futebol e novela todos os dias um capítulo diferente

Ontem, no Twitter, uma seguidora me perguntou: - Dutra, tem futebol todos os dias na televisão, e minha mulher completou: - Sim, é igual novela, que ele reclama por eu ficar assistindo todos os dias. 

Bem, não reclamo, apenas faço comparações, ela vê novela das seis, das sete e das nove e eu vejo futebol das 13h, 16h, 19h e 21h, mais ou menos estes são os horários dos jogos, certo? Isto no meio de semana porque no sábado e no domingo, agora que voltaram os campeonatos europeus, vai das 9h até às 23h  e o fim de semana é mesmo para ficar em casa se não estiver viajando por aí. 

Hoje, por exemplo, tem Campeonato Inglês, Campeonato Espanhol, Campeonato Alemão e fechando com o Campeonato Norte Americano, de Soccer, e o Argentino, uma pelada mas é provável que seja melhor do que um capítulo de novela da Globo, do SBT ou da Record, a Band faz novela ainda?

E o que ver hoje? Às 15h tem Granada x Sevilha (Espanhol), às 15:30h tem Colônia x Borussia Dortmund (Alemão), às 16h Aston Vila x Everton (Inglês), às  19:15h pode assistir Atlético GO x Brasil de Pelotas, às 21h tem mais Brasileiro Série B com Cuiabá x Botafogo/SP, e se quiser fechar com o Argentino tem Arsenal x San Lorenzo ou no Soccer com Portland x Seattle, gostou?

Pois é, futebol todos os dias e por ali tem também quem segue fielmente, como eu e muitos outros, cada capítulo desta invenção inglesa maravilhosa. ]

Libertadores - River encaminha a classificação

Antes do 0x0 horrível da noite de ontem, vi um jogo quente, pegado, bem acirrado e valendo realmente ser visto. River Plate e Cerro Porteño fizeram este jogo que gostei de ter visto, pode não ter sido o melhor do ano, porém, tem sempre um porém, um jogo com raça, alma e paixão merece atenção e elogios e o que vi, dos dois times, foi uma entrega total e, podem acreditar os mais antigos, teve entreveros diversos, mas, acreditem mesmo, não houve violência ou brigas antes, durante ou depois da contenda. 

O River venceu, e fez a mesma diferença do Flamengo, 2x0, que leva para Assunção, no Paraguai, na próxima semana e será difícil o Cerro reverter porque o time de Marcelo Gallardo é bem armado e tem estrutura de Libertadores e sabe ser copeiro, creio que a semifinal desta lado da chave está definida e será entre os dois gigantes de Buenos Aires. 

Mas a pergunta que não quer calar é ainda aquela da semana passada: Aonde serão jogados os dois jogos entre Boca e River?

Um 0x0 que não deu nem para esquentar o frio

  1. Meu velho companheiro, amigo das cervas e do boteco, Fernandinho não quis sequer falar após terminar Corinthians 0 x Fluminense 0, que ele, gentilmente se convidou para assistir comigo, em minha sala e desfrutar da minha hospitalidade, cerveja e queijos, o tricolor não bebe vinho e o clima pedia um bom Cabernet Sanvignon, mas ele, sutilmente, recusou dizendo: "Duas coisas que gosto estão na sala, o meu Fluminense e uma boa cerveja".
Ainda bem que ele não disse "o bom Fluminense", pois o jogo que vi, confesso que foi um dos piores do ano, o Corinthians foi totalmente dispersivo, talvez acreditando que fosse definir a qualquer momento, e o time carioca, motivado por Marcão, marcou muito e complicou o Timão e o zero não saiu do placar e não há mesmo o que dizer, foi ruim e ponto final.

E, creio eu, que Fernandinho foi embora sem dizer uma só palavra sobre o jogo ou agradecer a noite de cerveja e vinho por minha conta. Ingrato, hoje tem forra, companheiro. 

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Tem Timão x Flusão no Dazn, o novo canal de esportes

E Fernandinho pergunta: - Dutra, sei que é complicado, mas gostaria de ver o Tricolor contigo, em sua casa, pode ser? E, como o respeito muito e o tenho como um bom amigo, não titubiei e o convidei, assim posso ter companhia para ver dois times pelos quais não torço e fugirei da mesmice, que é ver futebol sozinho e matar a saudade do Bicudo, que sumiu sem dar explicações e nem atende mais o telefone. 

E, pegando o gancho no pedido do Fernandinho, explicando que o cara tem Sky, assina o Premiere e é fanático por futebol, como milhares por aqui na cidade de Campos, mas acha caro pagar 37,90 para assinar o DAZN, o novo canal de esportes que está entrando no país via Internet, e olha que o Fernandinho tem uma net de 25 megas e paga para ter conforto em casa. 

E hoje tem Corinthians x Fluminense, jogo de ida das quartas de final da Copa Sul Americana, na Arena Itaquera, e, claro, o Timão é favorito absoluto apesar do Tricolor Carioca estar indo bem na competição. 

Fernando Diniz saiu e deixou a "batata" na mão de seu auxiliar Marcão, aquele que foi volante do Bangu e deste Fluminense que o emprega há alguns anos, Osvaldinho não quis assumir e só toma posse do cargo na próxima segunda-feira, hoje estará no estádio e, se ganhar, teve dedo dele, se perder a culpa ainda será do Diniz, entenderam?

Fla faz o dever de casa bem feito e decide no Beira Rio com vantagem

Eu disse ontem, na manchete do tópico postado sobre o jogo da noite, no Maracanã, que o Flamengo precisava fazer bem o dever de casa para ir para o sul com vantagem, e pelo que jogou, principalmente no segundo tempo, e pelo que não jogou o Internacional, durante todo o jogo, parece que esta vantagem é muito boma mas não o suficiente para dizer "está classificado". 

Foi um bom jogo, o árbitro não atrapalhou e tão somente os jogadores tentaram fazer cena e levar o apitador na conversa, cair e se rolar pelo chão foi a tônica do primeiro tempo principalmente dos jogadores Colorados, que a cada esbarrão, a cada dividida de bola parecia ter fraturado a mandíbula ou a perna, mas o intervalo deixou a turma mais calma e o jogo fluiu melhor. 

Sim, fluiu melhor para o Flamengo, que conseguiu um gol aos 30 minutos e o Inter se perdeu completamente. As mudanças de Jesus, saída de Arrascaeta, sem condições físicas, no intervalo, para entrada de Gérson, deu ao time a velocidade que faltava pelo lado direito onde ele e Rafinha fizeram boas jogadas e foi dele, Gérson, o passe para o primeiro gol de Bruno Henrique. 

Odair Helmanns ainda tentou mudar, tornou seu time ofensivo com as entradas de Nico Lopes e Welinton mas era o que Jesus esperava para dar o bote final, um adversário saindo para o jogo e deixando jogar, Bruno Henrique marcou outra vez e deu a certeza de que a vitória estava garantida devido a inoperância do ataque gaúcho diante da bem armada defesa do Flamengo. 

Eu digo, se aquela bola do Bruno Henrique, para Gabriel, o atacante acertasse o toque e entrasse estaria com 90 por cento da classificação garantida, mas com o 2x0 final é preciso jogar com cuidado, atacar o Inter mesmo jogando em Porto Alegre, para não ser surpreendido fora de casa, afinal o placar conseguido no Maracanã pode muito bem ser revertido no Beira Rio. 

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Fla, sem Gabigol, precisa do dever de casa bem feito

Flamengo e Internacional começam a decidir hoje, no Maracanã, uma vaga na semifinal da Libertadores 2019 e o time carioca, desfalcado de seu principal jogador, Gabriel Barbosa está fora por lesão na coxa, precisa fazer um resultado folgado para não ter que enfrentar um clima adverso no Beira Rio, no jogo da volta, já que o Colorado é um dos times brasileiros que mais sabe usar o mando de campo. 

Jogo de prognóstico indefinido e não há como apontar facilidade para o Flamengo ou fragilidade no Internacional, que tem uma defesa sólida, no meu ponto de vista a melhor zaga do Brasil (Rodrigo Moledo e Cuesta) e um meio campo pegador e bem forte na distribuição além de um ataque rápido e com Guerero em destaque. 

Para o Flamengo vencer será preciso muita cautela na defesa, força ma marcação no meio e jogadas de velocidade pelos lados do campo, que não é o ponto forte dos gaúchos, muita atenção nas descidas pelos flancos, os dois laterais do Flamengo gostam de subir e é preciso marcação dos volantes, e assim, devidamente analisados, esperamos que seja um jogo franco, sem medo e com uma boa arbitragem para que não estrague o espetáculo, que começa às 21:30h e terá transmissão da Globo e do Sportv. 

terça-feira, 20 de agosto de 2019

Bola na terça: Galo domina e vira no Horto e Grêmio perde em casa

Cheguei ao notebook, novinho em folha, já com fone no ouvido, atento ao jogo de Belo Horizonte, onde o Galo fez uma partida impecável, teve quase 80% de posse de bola e uma pressão terrível sobre o La Equidad, da Colômbia, que abriu o placar antes dos dez minutos, em pênalti existente.

Foi só o gol e mais nada, daí prá frente não chutou a gol, não passou do meio campo, levou o empate ainda no primeiro tempo, mas só aos 34' do tempo final chegou ao segundo gol, o da vitória, marcado por Elias em tiro de longa distância, e só não chegou a goleada devido a grande atuação do goleiro colombiano.

Enquanto olhava o celular, que me dava o jogo de Minas, na telona da sala assistia a atuação pífia de Grêmio e Palmeiras, que achou um gol, Scarpa acertou um belo chute de longe e pegou Paulo Victor fora de ação, e foi só para ambos, o Tricolor, de Renato Gaúcho, não soube jogar e o Verdão, de Felipão, não quis jogar, preferiu segurar o placar, conquistado antes dos 15 do primeiro tempo, e o jogo se arrastou de forma ruim, como já havia sido no sábado, pelo Brasileiro, com os dois times usando reservas. 

Resumindo: Dois jogos sem muita emoção, dois jogos sem qualidade técnica e tática, dois jogos de uma terça-feira de ressaca e sem muita coisa para comentar, o Galo vai definir fora de casa com vantagem do empate e o Porco joga no Pacaembu, na próxima semana, também pelo empate e ao Grêmio esta apenas tentar vencer por dois gols de diferença ou por 1x0 para levar a decisão para os pênaltis. 

Antes do jogo, na Fox Sports, dona da exclusividade deste jogo da Libertadores, Eugênio Leal, comentarista da emissora, disse que seria o encontro dos dois melhores jogadores em atividade no Brasil, Everton e Dudu, dois jovens realmente talentosos mas que hoje ficaram devendo, um com fome de definir e sendo egoísta, e outro totalmente inofensivo nas jogadas ofensivas, mas pelo menos deixou de lado as reclamações excessivas. 




Três pitacos: Série C, Libertadores e Sul Americana

E o Volta Redonda, ontem, não soube administrar o jogo após fazer 1x0, em casa, sobre o Juventude, levou a virada, 1x2, sofreu com um jogador a menos, e, bravamente conseguiu um empate, nos últimos minutos do jogo, que lhe dá uma sobrevida e agora, como castigo por não vencer em casa, terá que vencer o São José, em Porto Alegre, se quiser continuar na briga pelo acesso a Série B do ano que vem. 

E hoje, nesta mesma capital gaúcha, Grêmio e Palmeiras voltam a jogar três dias após o fraco empate em 1x1 do sábado passado, no mesmo local de hoje, Arena do Grêmio, agora valendo pela primeira partida da quarta de final da Libertadores, em jogo que começa às 21:30h e sem favorito, pelo menos é assim que penso. 

E em Belo Horizonte, também às 21:30h, com transmissão do novo Dazn, o Atlético Mineiro recebe, no Independência, o desconhecido colombiano La Equidad, no primeiro jogo das quartas da Copa Sul Americana, que desta vez o Galo resolveu disputar com vontade e disposto a conquistar mais uma copa continental. Sim, temos favorito, o Galo, ou não?


segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Série C - Votaço joga por final

Estou saindo de Volta Redonda, problemas pessoais me fazem retornar, mas gostaria de ficar para torcer, logo mais, por uma vitória do Voltaço, sobre o Juventude/RS, que daria ao time da Cidade do Aço chances reais de chegar a Série B no ano que vem.

O time de Toninho Andrade tem 24 pontos e em sexto lugar, se vencer hoje empata em pontos com o líder, este mesmo Juventude, 27 pontos, e vai jogar a sorte contra o São José, lá em Porto Alegre na última rodada precisando de um ponto.

O grupo B está embolado, seis por quatro vagas, a diferença do líder para o sexto, como disse acima, é de três pontos e a última rodada será de confrontos diretos por vagas, Remo x Paissandu, São José x Voltaço e Juventude x Ypiranga, os seis que brigam pelas quatro vagas.


domingo, 18 de agosto de 2019

Flu no Z4 e Peixe perdendo as sobras

Um domingo, que tinha tudo pra ser cheio de emoções, principalmente no Morumbi, onde Daniel Alves e Juanfran  estreavam no São Paulo FC, o tricolor deixou o futebol envolvente no vestiário,  o intervalo, e se viu ameaçado pelo bem armado Ceará e se livrou de um empate indigesto graças ao erro de árbitro, que não viu um pênalti claro do goleiro tricolor.

Vitória magra, 1x0, como foi também a do CSA sobre outro tricolor, o carioca, em ano Maracanã, no mesmo horário, resultado que leva o Fluminense ao Z4 no lugar do Cruzeiro que bateu o líder Santos, no Mineirão, por 2x0.

E esta derrota do Peixe coloca um molho especial no campeonato e a diferença do Santos (32 pontos) caiu para dois pontos sobre Flamengo é Palmeiras.


Vasco e Flamengo com emoção

Fico aqui, no meu espaço, pensando como seria este Flamengo ousado e ofensivo, com Abel Braga? Teria um meio de campo aberto e com três meias ofensivos? Teria dois atacantes de velocidade? Dois laterais atacando ao mesmo tempo?

Ontem, contra um grande rival, que jogou como não havia jogado neste Brasilero, sim, o Vasco se portou de uma forma,que deixou a impressão de que teria uma surpresa em Brasília, e por isto tenho coragem de dizer que foi um ótimo clássico e que venceu, óbvio, quem acertou as redes adversárias.

Parece que a CBF deu orientação nova a turma do VAR, foram rápidos e precisos e Vuaden, felizmente, não atrapalhou, três pênaltis corretos e Diego Alves foi o vilão, não deu esperança do Vasco em fazer um resultado melhor.

De leve um pitaco sobre o que vi, empate em jogo ruim no Sul, onde o Palmeiras mais uma vez tropeçou e deixou a segunda colocação para o Flamengo e o Grêmio parece ter dado adeus a chance se título, e sobre o que não vi, mais uma derrota do Botafogo, jogando mal e sem inspiração.

Hoje tem Cruzeiro x Santos como o melhor do domingo e Fluminense x CSA para salvar Fernando Diniz e se livrar da zona perigosa.


sábado, 17 de agosto de 2019

Grandes clássicos animam o sábado

E por falar em clássico que tal dizer alguma coisa sobre este de logo, à noite, em Porto Alegre? Um jogo que promete e onde os perseguidores dos ponteiros da tabela estarão com "secadores" ligados.

Grêmio x Palmeiras, 21h, na Arena Grêmio é jogo a ser conferido, mas a qualidade da partida depende dos treinadores e de suas escolhas para escalação, os dois se enfrentam hoje, pelo Brasileiro e na quarta, repetem o clássico, pela Libertadores.

Com qualquer escalação não tem favorito em Porto Alegre, diferente do que penso sobre Corinthians x Botafogo, 17h, em Itaquera, pelo retrospecto de ambos a opção é por Vitória corintiana, mas o Glorioso está motivado e pode surpreender.

Completam os jogos do sábado Fortaleza x Internacional, sou mais o time cearense, no Castelão, e o encontro dos Atléticos no Para na, com equilíbrio total e prognóstico indefinido.

.

Clássico carioca em Brasília.

Hoje é dia de clássico, porém, tem sempre um porém, Vasco x Flamengo não será no palco principal, o Maracanã, e sim em Brasília, no Mané Garrincha, e, como disse Luxemburgo, mesmo em pior situação o Vasco precisa se superar e mostrar superação para vencer a qualquer custo.

Sim, na teoria o Flamengo é favorito, mas você tem certeza disto? Eu não. Espero apenas que não me arrependa de perder noventa minutos do meu tempo assistindo trapalhadas dos árbitros, do VAR é de jogadores mimados ou irresponsáveis.


sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Vai começar La Liga

Pra quem curte e aprecia um bom futebol: Comeca hoje La Liga, o campeonato espanhol, com Barcelona, sem Messi, abrindo a temporada jogando em Bilbao, contra o Atlético, em jogo que deverá marcar a estreia de Grismann com a camisa azul grená.

O Inglês já está rolando, o Alemão também começa hoje e fica apenas aguardando o início da,Champions, fase de grupos, para que tudo volte ao normal na tevê domakuco por futebol.

Convocação - E quem pagará o prejuízo?

Muito bem, o Brasileirão não para mas a seleção da CBF faz dois amistosos, em 6 e 10 de setembro, e Tite convoca hoje a turma para estes dois "grandes" jogos contra Peru e Colômbia, amistosos mais do que fora de propósito, nos Estados Unidos. 

O que o torcedor brasileiro espera para hoje não é ver seu principal jogador na lista, o que ele quer é vê-lo de fora, por exemplo, Flamengo e Palmeiras, principais elencos do futebol brasileiro no momento, se enfrentam dia 1o de setembro, data para apresentação dos jogadores, nos Estados Unidos, e quem pode ficar de fora deste clássico que pode até definir o campeonato?

Sim, no Flamengo especula-se três jogadores, Gabriel Barbosa, Everton Ribeiro e Felipe Luiz, com Cuellar e Arrascaeta se apresentando aos selecionados da Colômbia e Uruguai serão cinco desfalques certos e o Palmeiras também terá jogadores chamados por Tite ou por outro treinador sul americano que tenha jogadores no time palestrino. 

E aí? Quem arca com o prejuízo? Os clubes finalmente gritarão? O Internacional já gritou e não resolveu nada, o Peru não libera Guerrero dos amistosos e o atacante ficará de fora da decisão da vaga para a final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, no dia 4 de setembro. 

Os possíveis convocados por Tite, logo mais, estarão de fora da segunda partida da semifinal da Copa do Brasil e de duas rodadas do Brasileiro e sujeito a contusão que os afastariam por outras rodadas. 

Culpa da CBF? Não, dos clubes que aceitam esta imposição e não reagem como deveriam fazer no início da temporada. 

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

E o Mário ficou no armário?

E o Mário não veio? Melhor assim, pelo menos na minha opinião, seria um investimento altíssimo e de elevado risco para o CR do Flamengo, que investiria cerca de 70 milhões de reais, em dois anos de contrato, com um jogador problemático, e que não se sabe se iria ou não se tornar um profissional aqui na cidade do Rio de Janeiro.

Qual o histórico de Mário Balotelli e por onde brilhou após o início promissor no futebol italiano? Qual foi o clube que o teve como contratado que não se arrependeu de tê-lo no elenco ou não rompeu o contrato antes do final? Quando o Mário foi o Balotelli do início de carreira? 

Estas respostas eu não quero ouvir, já as tenho na memória e lanço uma última para que o torcedor, que hoje está chorando baixinho por não ter o pseudo ídolo italiano no time: "Porquê os clubes italianos, de ponta, não o querem em seus quadros de profissionais? 

Só isto, era a minha opinião sobre a contratação deste gigante ganês que um dia pintou para o mundo do futebol como uma grande estrela e se apagou como muitos garotos do mundo da bola que não tiveram cabeça e responsabilidade de ser o que ameaçaram ser, vide Neymar, que está indo pelo mesmo caminho do Balotelli.

Papo de Bola - A diferença está na qualidade

Firmino comemora o gol de Mané 
E ontem, mais uma vez, pudemos traçar um paralelo entre o nosso futebol e o que se joga na Europa. Se já não dava para fazer comparações técnicas e com o poder econômico dos europeus, ontem ficou provado que estamos anos luz atrasados e que há muito o que fazer para retomar a vontade do torcedor em assistir jogos no território brasileiro. 

Assisti, às quatro da tarde, bem acomodado em minha poltrona favorita, a um espetáculo digno de ser chamado de jogo de futebol, Liverpool x Chelsea jogaram em Istambul/Turquia, a decisão da super copa da Uefa, que reúne as equipes vencedoras da Liga dos Campeões e da Liga Europa 2018/19 e os dois ingleses, vencedores das copas, fizeram um jogo limpo, decente e bem apitado. 

Roberto Firmino (foto) e Fabinho foram muito bem no jogo e o atacante brasileiro foi responsável pelos dois passes para os gols do Liverpool. 

O empate, no tempo normal, 1x1, justo e merecido, teve três lances capitais decididos pelo VAR, dois gols anulados, um de cada lado, por impedimento, e a árbitra, pela primeira vez um trio feminino atuou em uma decisão de título na Europa, se saiu muito bem e definiu os lances em menos de 30 segundos. E ainda teve o lance capital do jogo, o gol de empate do Chelsea, na prorrogação, oriundo de uma penalidade máxima que o narrador e o comentarista da Espn não se encontravam nas opiniões, o VAR foi chamado? Sim, mas em segundos a decisão chegou, o pênalti foi cobrado e convertido. 

Placar de 1x1 na prorrogação (2x2 no geral) e a decisão por pênaltis foi vencida pelo Liverpool por 5x4, o Chelsea perdeu a última cobrança, e o título ficou com o time da terra dos Beatles. 

E à noite, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, um espetáculo chato, ruim, travado e mal apitado por Marcelo Lima Henrique, e a bola não corria, o jogo não andava, os jogadores se achavam os donos do circo e queriam aparecer em cada apito do árbitro, que também estava me parecendo perdido, como sempre esteve, e o jogo ficou além de ruim, chato de se ver. 

Com o intervalo, vitória do Grêmio por 1x0, cochilei e só acordei agora pela manhã, com a televisão ligada e aí fiquei sabendo do segundo gol do Tricolor gaúcho sobre o Atlhético PR e a vantagem do Grêmio, em Curitiba, no segundo jogo, dia 4 de setembro, fica muito boa e fácil de ser administrada, mas repito, ainda bem que o futebol europeu está de volta. 

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Hoje tem futebol de alto nível na Turquia e em Porto Alegre

Torcida do Liverpool invade a Praça Taksim, em Istambul
Ufa! Fazia tempo que eu não tinha uma previsão de tarde gostosa em frente a TV, e hoje tenho a certeza de que haverá um belo jogo de bola, Liverpool x Chelsea, nos canais Esporte Interativo e mesmo que seja no Facebook ou na TV Smart valerá a pena ver os dois ingleses campeões da Champions e da Liga Europa em ação na decisão da Super Copa da Uefa. 

Favorito? Pode ser o Liverpool que se manteve em boa fase e goleou na abertura do Campeonato Inglês enquanto o Chelsea era goleado pelo Manchester United, mas hoje, em Istambul, o negócio é diferente e vale taça e vale muita grana nos cofres do vencedor do único e decisivo jogo. Quem se habilita a dar um palpite?  Não fico no muro e aponto o Liverpool como favorito, e você?

Já à noite, com o tempo parecendo querer virar, com um frio gostoso, podemos abrir um vinho gaúcho para brindar ao primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil entre Grêmio e Atlhético PR e quem está melhor no momento é o Furacão, mas isto não me deixa a certeza de que é o favorito para o primeiro jogo do mata-mata, o Tricolor Gaúcho é copeiro, sabe jogar em casa e com o regulamento no braço, pode ser que hoje seja a redenção de Renato Portalupe na temporada ruim que vem fazendo até o momento.

Pitacos do mundo da bola

Estou aqui lendo e apreciando as novidades do mundo da bola e aproveito para matar a saudade dos meus pitacos sobre o tema e vamos conversar um pouco sobre eles, que aliás estão bem quentes e cheios de grandes novidades.

Vamos começar pelo caso Balotelli, que já deu sinal verde para acerto com o Flamengo e os dirigentes rubro-negros, que estão na Itália, já saíram daqui dizendo que se não houvesse chance de contratação não teriam viajado. Neste momento que escrevo, nove e meia da manhã de quarta-feira, 14/08/19, é possível que já tenhamos definição.

Sobre sua contratação eu disse hoje, no comentário para a Terceira Via TV, que é uma grande interrogação e perguntei: Qual Balotelli a torcida do Flamengo está esperando, aquele do início de carreira ou este do momento? Por isto peço um tempo para analisar a cara contratação do "mais querido".

Outro assunto polêmico e cheio de novidades é o caso Neymar, que agora está quase fechado como Real Madrid como esteve quase fechado com o Barcelona há dois dias atrás. A nova proposta do time Merengue inclui o passe de Vinícius Júnior e mais uma elevada quantia em Euros para o PSG para liberar Neymar, seria uma boa desfazer da promessa concreta para investir no problemático jogador brasileiro?

Fechando o trio de novidades digo que foi uma grande contratação esta do Cruzeiro levando Rogério Ceni para o lugar de Mano Menezes. O novo técnico tem tudo para remontar o time Celeste e fazer o grupo novamente se empolgar e jogar a bola que pode jogar nas próximas rodadas, o Inter que se cuide, no jogo de volta, em 4 de setembro, o time estará armado de novo e pode virar o placar mesmo jogando em Porto Alegre a segunda e decisiva partida da semifinal da Copa do Brasil. 

Galvão Bueno foi infeliz ao dizer, na segunda-feira, em seu Bem Amigos, que durante 45 anos de profissionalismo ele, o narrador, jamais descumpriu um contrato firmado e que Ceni deveria ter ficado no Fortaleza. Ri sozinho quando li, não assisti ao vivo, e me lembrei de quando ele saiu da Globo para a recém nascida e quase morta Rede OM de televisão, uma paranaense que já nasceu fraca e o narrador deixou-a em menos de cinco meses e voltou ao ninho antigo. 

Se o Fortaleza entrasse na zona de rebaixamento os dirigentes pensariam logo em trocar o treinador, portanto, Rogério Ceni fez muito bem e que seja feliz no seu novo clube. 


segunda-feira, 12 de agosto de 2019

E por aqui, como anda o futebol?

E aí, no Armazém, o Fernandinho me pergunta: Como anda o nosso Americano? E que está fazendo o Goyta, do Serginho, na segundona?  Já que você ensaiou um retorno que tal falar dos times da cidade, e por falar nisto o que o Campos AA, nosso Roxinho querido, anda fazendo?

Tive que pesquisar, meu caro Fernandinho, fui ao Fut Rio, um bom site para se ter informações da Segundona, e vi que já estamos no Segundo Turno, Taça Corcovado, e duas rodadas já correram, com o Goytacaz vencendo uma, em casa, e perdendo outra, fora, e perdeu a decisão do primeiro turno, Taça Santos Dumont, para o América, o empate era do time rubro e o alvianil não conseguiu virar o jogo.

E por enquanto nada definido, nesta Taça Corcovado os times do A enfrentam os times do B, e o Goytacaz terá que suar muito para repetir a performance do primeiro turno, dois times do A, Artsul e São Gonçalo, já abriram vantagem, duas vitórias em dois jogos, enquanto no outro grupo, o B, onde está o Campos AA, Bonsucesso, repetindo o feito da primeira fase, e Friburguense venceram as duas primeiras rodadas e começaram com pé direito o returno e o Roxinho se complicou perdendo as duas que jogou na Taça Corcovado. 

Quando ao Americano, meu caro companheiro, não disputa nada até a próxima seletiva, foi eliminado pelo Araruama, na Copa Rio, em junho, e agora só a base está treinando e disputando os campeonatos estaduais das categorias inferiores. 

Papo de Bola - Um comentário especial de retorno

Ando meio desligado do futebol, o VAR, as negociatas, as especulações da imprensa, as resenhas ridículas com ex-jogadores se sentindo craques do microfone e me irritando a cada comentários deles, há exceções, claro, mas cerca de 90% dos contratados para serem "estrelas" do microfone são despreparados e não me representam em momento algum. 

E, com a volta dos campeonatos europeus, principalmente o Inglês, que já começou dando um show de interpretação do tal de VAR, que aqui foi humilhado e destroçado, e, principalmente da Champions League, que retorna na próxima quinzena, 20 de agosto a bola rola na telinha do Esporte Interativo e da TNT, além dos canais do You Tube e Facebook, eu também vou retornando aos poucos falando deles e, de quebra, algum comentário sobre Libertadores e Copa do Brasil. 

Aliás, e a propósito, no meio de semana tem mais um jogo decisivo da fase semifinal da Copa do Brasil, jogão de tirar o fôlego do torcedor e de irritar, caso o VAR queira ser o protagonista principal, teremos Grêmio x Athetico PR, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, e os dois times se pouparam na rodada deste final de semana, pelo Brasileiro, e irão com tudo na quarta-feira, 21:30h, para o primeiro tempo de um jogo de 180 minutos. 

Lembrando que o Internacional venceu o Cruzeiro e, quem sabe, podemos ter uma final gaúcha na Copa do Brasil 2019. 

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

O segundo semestre

O segundo semestre promete, e muito, e agosto chega com a perspectiva de grandes jogos, na Copa do Brasil, na Sul Americana e na Libertadores, porém, tem sempre um porém, terá um esvaziamento do Brasileirão neste período de jogos decisivos nas competições mata-mata, que aliás é o suprassumo desta temporada bem interessante no futebol brasileiro. 

Vejam só vocês, amigos e seguidores do Blog, a sequencia de jogos de Grêmio, Atlhetico PR e Palmeiras, em menos de trinta dias teremos quatro confrontos Grêmio x Atletico e Grêmio x Palmeiras pelo Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores, coincidência da tabela e da classificação do trio nas competições, isto acirra, no bom sentido, a rivalidade entre eles e será legal para o torcedor. 

Clássicos nacionais pela Libertadores, Flamengo x Internacional e Grêmio x Palmeiras, e jogos fáceis para a dupla argentina, River Plate e Boca, que se encontram nas semifinais, claro que se encontrarão ou você ainda duvida que os dois não passarão por LDU e Cerro Portenho nas quartas? E aí sim, saberemos quem será o adversário de um brasileiro na final, em Santiago do Chile, em dezembro. 

Clássico brasileiro na Sul Americana, o Corinthians, que ontem bateu novamente o Montevidéu Wanders, enfrentará o Fluminense, no único jogo interessante desta fase do torneio, o Galo pega o desconhecido La Equidad, do Equador, vejo pela primeira vez a citação deste time, e são os três brasileiros restantes na segunda competição em importância na América do Sul. 

E, fechando o grande semestre, pelo menos é assim que eu espero que seja, além de Grêmio x Athletico PR teremos Cruzeiro x Internacional nas duas semifinais da Copa do Brasil em 14 de agosto e 4 de setembro. E a pergunta é: Estes dois clubes, além dos seguirão na Libertadores, se importarão com o Brasileirão? 

Creio que será deixado de lado a medida que forem avançando já que a premiação e a visibilidade nas copas é bem maior e abre espaço para outros ganhos nas copas que virão em seguida. 

A volta das grandes estrelas

Os retornos dos grandes laterais brasileiros, Rafinha e Felipe Luiz, contratados pelo Flamengo, e Daniel Alves, ontem anunciado no São Paulo FC, se deram apenas e tão somente pela falta de mercado do trio no futebol europeu e não pelos belos salários pagos por aqui ou pela paixão dos três pelos seus clubes de coração, segundo eles amor de infância. 

Claro que foram três baitas contratações, com valores altíssimos para três anos de contratos, todos eles estão em final de carreira e fizeram, no meu modo de entender, seus últimos grandes contratos da vida, e deixo bem claro que justos e merecidos e nada a contestar na contratação destes três craques pelo CR do Flamengo e pelo São Paulo FC, darão suporte aos times e visão exterior para o Brasileirão já que são três figuras importantes no futebol europeu e na seleção brasileira. 

Sim, o futebol brasileiro ganha um pouco mais de visão internacional, voltaram diversos jogadores nativos, entre estes Gabriel Barbosa, o Gabigol, que não se acertou na Europa e por aqui repete o grande momento que viveu no Santos FC no início da carreira e quando retornou pela primeira vez, emprestado pela Internazionale, o Palmeiras também repatriou alguns rodados craques, como Felipe Melo e Ramires, e também deu credibilidade ao nosso campeonato. 

O grande problema é que, para manter este luxo de importar craques, é preciso exportar jovens promessas, como fez o Flamengo nos últimos meses vendendo Lucas Paquetá, Vinícius Jr e agora, recente, Léo Duarte e em futuro próximo a jovem promessa Reinier, seria isto normal? 

A resposta é sua. Bom final de semana. 

Postagem em destaque

Brasileiros na Sul Americana

 Falamos, aqui abaixo, sobre os grupos da Libertadores, em geral, e agora, nesta postagem, o assunto é Copa Sul Americana e o comentário é t...