Opinião - Flamengo não sentiu o clima e foi soberano no Parque Antártica

Queria falar sobre o jogo de ontem, no Palestra Itália, ops, agora é Alianz Arena, quando o Flamengo, sem apoio da torcida, hostilizado por todos no estádio, tripudiado pelos torcedores do Verdão e não amados pela imprensa paulista, definiu o jogo em apenas vinte minutos e deixou o palmeirense certo de que seu time gastou "rios" de dinheiro, da Crefisa, é claro, e não conseguiu um elenco de ponta para repetir o que fez no ano passado. 

O Flamengo, de Jorge Jesus, jogou quando precisou, se poupou quando necessário e administrou como em todos os outros jogos sob o comando do português. Sim, o placar não reflete o que foi a partida, o 3x1 foi mentiroso, na ótica do palmeirense as duas bolas na trave deveriam ter entrado e houve um pênalti a seu favor, já na ótica do flamenguista se as duas bolas na trave entrassem o ritmo do jogo seria outro e a frágil defesa do Palmeiras não suportaria mais correrias pelos flancos e teríamos um placar elevado, tipo 6x3 ou 5x3 por aí. 

Foi um jogo intenso e não tenso como quiseram fazer entender os jornalistas paulistas, o Flamengo não sentiu o estádio meio cheio, (ou seria meio vazio?), o torcedor do Palmeiras não estava confiante ou ficou com medo, aqueles responsáveis e decentes, de um bando de malucos e estúpidos pudessem fazer baderna e agressões gratuitas. O Flamengo achou um gol no início e daí prá frente foi o que todo mundo viu e sabe contar. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vitinho brilha no empate com o Vasco em Volta Redonda

Mais um adeus: Ricardo "Gagão" Padilha já é saudade.

Kátia é saudade eterna, adeus, amiga.