Luto - Cacá Moura agora é do time do céu

E a vida continua a nos pregar peças e a nos mostrar que é curta e efêmera. A vida é para se vivida, já dizia o poeta cujo nome não me passaram. A vida é bela,  é para ser aproveitada a cada momento e, quando recebo uma destas tristes notícias, que já virou rotina no meu dia a dia, mais me dá vontade de viver intensamente, mais me faz ficar triste e a pensar no que diz um amigo meu: "O pior da velhice é ver amigos partindo para o Oriente Eterno". 

A cada semana uma destas "bombas" chega até meu peito cortado e doído e hoje, não muito diferente das outras, mas um pouco mais impactante, recebo logo cedo a notícia de que meu amigo de fé, irmão camarada, parceiro da bola, da farda e dos bancos escolares, Carlos Eduardo dos Santos Moura, ou simplesmente Cacá, ou Cacá do Heleno, partiu para aquele Oriente Eterno citado pelo Renato Borges. 

Sempre chego aqui para falar dos amigos que partem, mas neste momento me sinto completamente vazio de ideias, perdido mentalmente e arrasado fisicamente pois, mesmo sabendo que Cacá tinha sério problema cardíaco, não deu para digerir a notícia sem deixar as lágrimas caírem abundantemente e me sentei no degrau da garagem para ficar isolado e a pensar nos grandes momentos do nosso futebol de Miracema. 

Fizemos uma bela dupla, pode não ter sido a melhor da cidade mas, com certeza, foi uma das mais marcantes que atuaram nos gramados miracemenses tanto nas peladas do Ginásio ou do Rink como no Esportivo ou Vasquinho, fizemos tanto sucesso que fomos, juntos, ao lado do Geneci, convidados para tentar a sorte no CR Vasco da Gama, que infelizmente não foi do jeito que queríamos, mas algumas passagens ficaram na lembrança. 

Servimos o Tiro de Guera, o famoso TG 217,  lado a lado, nossa entrada foi daquelas exigidas pelo Sargento Couto para reforçar o time de futebol nas Olimpíadas do Exército, infelizmente na Hora H o soldado Moura se contundiu ficando fora das batalhas finais e isto nos trouxe um grande prejuízo técnico, não tão grande como este de hoje, quando o Soldado Moura se vai para sempre e nos deixará apenas a saudade e a lembrança de seus belos gols e de seus belos passes. 

Para encerrar conto uma passagem, que marca o amor de Cacá pela sua amada esposa, Maria Pompéia. Estávamos nós, à beira da piscina, em São Januário, certos de que seríamos dispensados por estarmos com a idade de juvenil estourada, naquela época não havia juniores, e ele me chama no canto e diz: - Eu não aguento mais, vou embora, estou morrendo de saudade da Pompéia e não fico aqui nem mais um dia. E foi, casou e foram felizes para sempre. 

E isto, companheiros e amigos, ao som do "Inimitável" Roberto Carlos, (certo Geneci?) que ecoava pela piscina e invadia nosso alojamento nos deixando ainda mais saudosos. Bons tempos vividos com intensidade e com entusiasmo juvenil, hoje, meu caro Cacá Moura, te reverenciamos e te abraçamos pela última vez, mas tenha certeza de que neste coração amigo você estará vivo eternamente. 

Não dá mais para continuar, quem sabe eu volto outra hora para contar mais coisas sobre este amigo, irmão, companheiro da bola e da farda, que hoje nos deixa órfãos de sua simpatia, de sua alegria e de seu futebol bem jogado e admirado. Vá em paz, Cacá, leve contigo todo nosso sentimento de dor e toda nossa amizade. 


Comentários

  1. emocionante seu texto. Transmite sinceridade amizade e revela o amor. Amigo Caca hj vc me fez chorar. Amigo escriba, fez o mesmo

    ResponderExcluir
  2. Duto foi escrever, votei o CD do Inimitável e escrevi em prantos.

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus, mais uma grande perda mais um amigo se vai,lamentável meus sentimentos a família.

    ResponderExcluir
  4. Com esse texto, não tem como não se emocionar.
    Amizade, companheiros de longa data, o tempo passa, mas a amizade verdadeira é eterna.
    Lindo texto!
    Temos certeza que o Céu está em festa.
    Saudades eternas de um amigo fantástico.

    ResponderExcluir
  5. pode crer...muito emocionante essa sua escrita de fatos sobre vcs...que DEUS O tenha e conforte os corações da família...

    ResponderExcluir
  6. Que bela homenagem ao amigo! Meus sentimentos!

    ResponderExcluir
  7. DITY,depois de muito tempo afastado das redes sociais, não tinha como não participar ou mesmo fazer um comentário. Amigo...que linda homenagem, não tenho como mais nada a dizer, somente enxugar as lágrimas que rolaram em abundância deste velho amigo.Beijos em seu coração AMIGO.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

E lá se foi o nosso "Gérson" dos gramados Miracemenses. Morreu Zé Augusto Provinciali

Kátia é saudade eterna, adeus, amiga.