Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Champions: Muitos gols e vitórias previsíveis dos grandes

Como eu previra, no comentário sobre a rodada da Champions League, o melhor jogo ficou mesmo em Madrid e o com emoções de verdade, como dizem os narradores do Esporte Interativo, só mesmo em Manchester United x Wolfsburgo, que jogaram na Inglaterra e a partida ficou indefinida até o último apito do árbitro, e o pior, pasmem, o jogo mais fraco daqueles quatro que observei no celular, televisão e tablete, foi o da Suécia, Molmo x Real Madrid, que foi salvo pelos dois gols do CR7.

Novamente um festival de gols, 25 em 8 jogos, com os de ontem, mais 27 gols em outros 8 jogos, dá uma média sensacional nesta segunda rodada da Liga dos Campeões da Europa, mais de 3 gols por partida, em média, e o torcedor fica louco com tantos gols e por isto a Champions é a maior e mais badalada competição de futebol de todo o planeta bola.

Resumindo os jogos desta quarta-feira digo que a vitória mais importante foi a do Benfica, lá em Madrid, sobre o Atlético, quando Júlio César brilhou no gol dos Encarnados…

Quarta de futebol na Champions e na Copa do Brasil

A quarta-feira, mais uma daquelas de emendar das três a meia noite, promete ser de muito futebol, alguns com qualidade, como por exemplo Malmo x Real Madrid, pelo menos tem Cristiano Ronaldo tentando buscar um recorde em sua carreira, mas o melhor jogo de hoje, para ser visto com atenção, será jogado na Alemanha, em Monchengladbach, onde o Borússia de lá recebe o Manchester City, que precisa demais de uma vitória para não ficar novamente no meio do caminho em uma Champions League.

Fiquem atentos, tem Benfica visitando Madrid, joga contra o Atlético, tem United, em Manchester, contra o bom alemão Wolfsburg, e uma outra sequencia de bons jogos pelo melhor campeonato de clubes do planeta bola e, infelizmente, apenas um estará disponível para 85% dos assinantes de tevê a cabo ou satélite, Malmo x Real Madrid, na Band, a partir de 15:30h e os jogos restantes, sete no total, terão transmissão do Ei Maxx e dos canais do Esporte Interativo na Internet e a briga com as operadores vai continuar…

Champions - Um jeito diferente de ver o melhor do planeta

Hoje pela manhã, no Mercado Central de Belo Horizonte, conversei com alguns mineiros, atleticanos e cruzeirenses, e percebi que a passagem de Ronaldinho Gaúcho pelo Galo teve duas fases distintas, uma de respeito e outra de desprezo, e, pasmem, o torcedor da Raposa confessa que gostaria de ter visto R10 voltar para o Brasil vestindo a camisa Celeste, e o do Galo jura que ele irá encerrar a carreira com a camisa alvinegra no ano que vem, serão apenas três meses sabáticos e o Ronaldo voltará ao poleiro do Galo. 

Tudo isto porque hoje era dia de novidades nos sites esportivos, a dispensa do Dentuço, e porque hoje era dia de Barcelona, por onde R10 brilhou intensamente até sair por problemas físicos, técnicos e disciplinares e nunca mais encontrou o futebol de gênio, apenas bons momentos no Atlético Mineiro onde teve a companhia luxuosa de Jô, Bernard e outros menos votados que o ajudaram intensamente e, segundo a torcida aqui de Belo Horizonte, ele também ajudou os garotos e levou alguns …

E o vexame R10 chegou ao final

Quando eu comentei, no Facebook e aqui no blog, que Ronaldinho Gaúcho era uma péssima contratação para o Fluminense, e não foi só eu a pensar assim, tricolores atiraram todas as pedras sobre este velho escriba. "Você é um fanático flamenguista e está frustrado porque o R10 não jogou nada no seu time". Isto foi o mais leve que ouvi, ou li no caso, porque o restante foi desacato forte ou ofensas com palavras que não uso no meu dia a dia. 

E o tempo foi o rei da razão, R10 foi lançado sem condições físicas, estava praticamente a um ano sem atuar profissionalmente, o tempo que passou no México foi de puro divertimento, com noitadas, cigarros, mulheres e muito pagode, sua turma de músicos e amigos não o abandonam em momento algum e, para quem segue mais rigorosamente o futebol europeu, sabe que foram estes os motivos que o tiraram do Barcelona ainda no auge da forma. 

Foram oito jogos sem brilho, muito pelo contrário, com péssimas exibições, sem condições de correr e nem mesmo teve…

Champions: Barça sem Messi e Mourinho volta ao Dragão

E hoje tem mais uma rodada da Champions League, a segunda da fase de grupos, e sabem quais são os jogos que serão exibidos pelas tevês brasileiras? Se você pensou que é, mais uma vez, Barcelona, hoje e Real Madrid, amanhã, acertou na mosca. Uma overdose de jogos dos espanhóis no seus campeonato e na liga maior da Europa, e, por aqui, o brasuca reclama de excesso de jogos de Flamengo e Corinthians na telinha da tevê durante o Brasileirão, as maiores audiências são sempre priorizadas em qualquer parte do mundo. 

Bem, já que o assunto foi transmissão de futebol não poderia deixar o pitaco sobre o tema mais recente fora do blog. O canal Esporte Interativo, agora EiMaxx, comprou os direitos de transmissão, em tevê fechada, no Brasil, vocês todos sabem, e bateu a Espn no leilão da Uefa e, o que é grava para os amantes do futebol Europeu, não há canais disponíveis em todas as operadoras, SKY, Claro e Net, as maiores do país, que juntas somam 83% dos assinantes, não compraram os canais da Turn…

Último pitaco sobre arbitragem

Hoje, após levantar cedo e ver todos os melhores momentos dos jogos do Brasileiro, cheguei a conclusão: Não falo mais sobre arbitragem no Brasileirão deste ano, vinte entre vinte times disputantes reclamam do mesmo erro, falta de critério e falta de qualidade dos sopradores de apito.
Vivo resmungando pelos cantos e decepcionado com o que estou vendo nos jogos, e prometo que me calarei até a última rodada sobre o tema. Deixarei os sopradores em paz. Polêmica em dez jogos não é para ser normal, mas em toda rodada é o mesmo assunto.
Quem tem um time melhor, como o Corinthians, e não deu bobeira contra os chamados "participantes" do campeonato, caso específico de Flamengo e São Paulo, nem perdeu pontos para os que estão na zona da degola, mesmo com dois ou três erros dos sopradores de apito, pró ou contra, estão na zona de classificação da Libertadores ou garantindo a briga pelo título.
Nem tudo é culpa da arbitragem, vide os jogos de ontem e de sábado, em todos eles o principal…

Derrota do Flamengo me tirou do Mineirão no domingo

Não fui ao Mineirão, como previ antes de viajar para Belo Horizonte, não por minha culpa ou por imprevistos, mas Berto, companheiro mineiro que me acompanharia até o Magalhães Pinto, na Pampulha, depois do jogo do Flamengo se fartou de dar gargalhadas, de tomar todas em comemoração a derrota do, segundo ele, o grande rival nacional, a rivalidade Flamengo x Atlético Mineiro só perde para Atlético x Cruzeiro, segundo meu novo amigo de Minas Gerais. 

Como vimos o jogo lado a lado, eu no computador, assistindo pelo Premiere, ao clássico do Rio, ele, no imenso telão, 60 polegadas, via Joinvile x Atlético, na Globo Minas, e, ao que me parece, as explicações do mineiro em não ir ao estádio, para ver Cruzeiro x Coritiba, não era a derrota do Flamengo, que o alegrou, mas sim a fossa que se instalou no bairro após o empate do Galo lá em Joinvile e a vitória do Corinthians, na mesma Santa Catarina, ampliando a vantagem do líder em mais dois pontos. 

Sobre o clássico carioca nada o que declarar, o …

Dia de clássicos e definições na tabela do Brasileirão

Queria contar muitas histórias sobre o clássico de hoje, no Maracanã, mas o Flamengo x Vasco de hoje não cabe em nenhuma das histórias que tenho para contar para os amigos e seguidores, o jogo de hoje só tem serventia para os cruzmaltinos, que querem se livrar da incômoda situação de vice-lanterna e sair o mais rápido possível da zona de rebaixamento. E ao Flamengo, o que interessa?

Ao rubro-negro a vitória serviria para quebrar a serie de resultados negativos contra o grande rival doméstico, inclua aí uma eliminação da Copa do Brasil no início deste mês e apenas uma vitória, no Estadual, em jogos valendo três pontos, os outros jogos foram dominados pelo Vasco e o Flamengo amarga uma dura zoação dos adversários e por isto o jogo de hoje é interessante para a turma da Gávea.

Tem gente que ainda acredita em Libertadores, o colunista acha que é um sonho possível, um sonho possível mas complicado para se chegar ao objetivo da comissão técnica, os adversários diretos são muitos e muito mais …

Brasileirão - Pitaco antecipado sobre o sábado

Como o sábado será de grandes emoções, estou saindo para Belo Horizonte ao encontro da filha, neta e genro, os pitacos para o sábado de Brasileirão chegam antecipadamente, claro que amanhã o tempo será curto, o dia cheio e o tempo para o futebol e prosa será curto demais, o sábado será dia de Mercado Central, conversa fiada e muita mineirice na capital dos mineiros.

Mas pode até ser possível uma olhada no jogo do Fluminense, contra o Goiás, às seis e meia, isto porque no Botequim frequentado pelo genro, na Savassi, tem um punhado de televisão espalhadas pelo recinto, transmitindo partidas do Brasileirão, e assim posso me contentar com uns minutos de atenção ao jogo do Tricolor Carioca contra o Esmeraldino Goiano. 

Segundo Eduardo Baptista, novo comandante do Fluminense, o time começou  a pegar no tranco e pode voltar a fazer bons jogos, a defesa não levou gol contra o Grêmio, coisa que não acontecia a treze jogos, e agora só falta fazer o meio campo voltar a criar e o ataque a marcar os…

Dólar nas alturas? E vem aí as Olimpíadas

Imagem
Quando o Brasil se candidatou a ser sede da Copa do Mundo 2014, o Governo Lula se assanhou e o então presidente soltou pérolas, que ganharam a mídia, e seus asseclas soltavam fogos e diziam que o país estava preparado para o evento e que faria a maior e mais perfeita Copa do Mundo de todos os tempos. 

A ufania do governo ganhou as ruas e o povo acreditou que vivíamos em um mar de rosas e que nossas dificuldades seriam apenas cumprir, dentro do prazo, todo o organograma de obras e obrigações da Fifa. O Brasil e os brasileiros estavam felizes e o presidente, em plena campanha para fazer sua sucessora, esquecia que a crise no mundo estava evidente e dizia que por aqui "apenas uma marola dominável estava se aproximando". 

E eu, cá de longe, recém chegado de uma das minhas viagens internacionais, dizia em meus comentários e em rodas de amigos que a Grécia, estava sofrendo o "pós Olimpíadas" e a crise se instalava em passos largos e as dívidas do governo grego respingava n…

Copa do Brasil - Semifinais podem ter três paulistas e um intruso

Vi bons jogos ontem, valendo pela Copa do Brasil, e comecei com Internacional x Palmeiras, em Porto Alegre, que foi um dos dois jogos das sete e meia, o outro foi em Florianópolis, Figueirense x Santos, mas fixei o controle remoto no jogo do Beira Rio e não me arrependi, foi um empate cheio de alternativas, com pênalti perdido, boas chances de gols e o 1x1 poderia ter sido 3x3 que não seria injusto para nenhum dos dois. 

Vantagem do Palmeiras, que leva para casa um gol marcado no campo do adversário e em São Paulo, no seu Alianz Arena, pode empatar sem gols ou vencer o jogo por qualquer placar que vai as semifinais da competição e, como todos os oito treinadores envolvidos nestas quartas de finais, Marcelo Oliveira acredita que este seja realmente um bom caminho para a Libertadores. 

E este também é o objetivo do colombiano Osório, técnico do São Paulo, que antes da partida de ontem, contra o Vasco, admitia ter polpado grande parte dos titulares, na derrota para o Avaí, pensando única e…

E Rafinha disse não a Dunga

E o Rafinha, hem? Pediu dispensa da seleção do Dunga para sonhar com a seleção da Alemanha e justificou, como eu me justificaria certamente: "Não me deram chances até hoje e agora querem que eu recuse a possível chamada pela comissão técnica da Alemanha? Vou esperar meu passaporte alemão chegar e vou brigar por um lugar na seleção campeã do mundo", disse o lateral do Bayern Munique e, com certeza, esta seria a minha decisão. 

E a sua? Se você fosse lateral direito, jogasse em um dos mais fortes times do mundo, e fosse preterido por medianos jogadores, como Fabinho, Danilo ou Daniel Alves, este já deu o que tinha que dar, se fosse chamado apenas para quebrar o galho, aceitaria na boa e com alegria um chamado para jogar em um time onde as convocações são sempre para negócios futuros? 

Copa do Brasil - Vasco e Flu em campo por dias melhores

Além dos jogos dos campeonatos europeus, que seguem a todo vapor e por aqui dizem que nós, brasileiros, é que jogamos muito, o futebol da quarta-feira nos dá boa opção para a noite, Copa do Brasil na telinha da Globo, Sportv, Fox Sport e Espn Brasil, um cardápio de narradores e comentaristas para ninguém, nem mesmo meu amigo Bicudo ou o velho companheiro Sollon, reclamar ou criticar os colegas da televisão brasileira. 

Hoje é dia do Vasco mostrar que realmente jogou a fase ruim no lixo ou a entregou para o Fluminense, que também vem na "garça" e precisa dizer para o seu torcedor que Fred e sua turma não estão de corpo mole ou esqueceram como se joga futebol "a vera". Quem sabe os os dois deem a volta por cima e botem os cariocas nas semifinais da Copa do Brasil? 

Tudo bem, é o primeiro jogo, chamado também de jogo de ida, para Vasco, que vai ao Morumbi,pegar o São Paulo, também precisando mostrar que seu treinador é mesmo o "Mourinho da Colômbia", e Pato me…

A seleção de 1978 brilharia em 2015?

Para salvar a terça-feira o Ademir Tadeu publicou, na sua página do Facebook, uma seleção carioca, premiada pela Revista Manchete Esportiva, no ano de 1978, como os melhores do ano do Campeonato Carioca/78, e, peguei a deixa e corri para o computador maior para escrever um pitaco sobre aquele time, sobre como um treinador poderia transformar aquela equipe premiada em um time imbatível, nos dias de hoje, e bastante ousado, naquele já longuinquo ano de 1978.

O técnico escolhido foi Cláudio Coutinho, que revolucionou taticamente o Flamengo e não deu certo na seleção brasileira, foi "campeão moral" na Argentina. Mas vamos ao que pretedo colocar em discussão no Blog, o time escolhido pelos jornalistas da Manchete Esportiva como o que foi de melhor naquele ano da graça para o Flamengo, que conquistou o título e iniciava a fase mais brilhante do clube em todos os tempos. 

Leão, Toninho, Abel, Alex (América) e Júnior, formava a defesa tradicional com dois do Vasco, dois do Flamengo e …

Papo de Bola - A mesmice comentada com outra mesmice

Como faço, pelo menos uma vez por semana, dou uma girada pelas notícias dos sites esportivos em busca de assuntos para comentar por aqui, no nosso encontro diário. Mas, como sempre, não acho nada interessante e sempre as mesmas "novidades", como por exemplo, a vida pessoal de um lutador de MMA ou, voltando a cena, os números matemáticos ou  bobagens como  Palmeiras é líder e Fluminense lanterna, no segundo turno, como se o campeonato fosse disputado em dois turnos distintos e não em ponto corridos. 

Eu sempre digo por aqui, e repito todas as vezes que vejo a pobreza do noticiário esportivo, este negócio de assessoria de imprensa está matando o noticiário e deixando os jornalistas de pires nas mãos e sem qualquer assunto inteligente nas páginas de jornais ou sites. Veja uma das manchetes desta terça-feira, que fala sobre Jobson, agora jogando peladas no aterro do Flamengo, como um simples mortal, a quem interessa uma matéria desta? Ah! Tem gente que gosta de Luan Santana e tam…

Conversa de Botequim está de volta

Esta situação de Vasco e Fluminense, que buscam desesperadamente uma fuga da zona da confusão, tem proporcionado boas discussões no Armazém e feito das sextas-feiras um dia especial de debate esportivo, fazendo até esquecer a crise financeira, a operação Lava Jato, os partidos políticos e até mesmo a pré-campanha eleitoral que já começa a esquentar na cidade. 

Fernandinho, tricolor dos mais competêntes, está preocupado com a situação do seu Fluminense, na última semana estava um pouco abalado, confiança a zero e reclamando uma barbaridade do capitão Fred e seus comandandos. 

- Como é que pode um ídolo, como nosso Fred, se jogar contra o clube e fazer pressão para derrubar treinador, para escalar o time e, morrendo de ciúmes do Ronaldinho Gaúcho, fez com que R10 amargasse uma reserva e perder espaço no grupo, disse Fernandinho desabafando diante dos companheiros de balcão. 

Enquanto isto, nas mesas da calçada,   Borges se sentia otimista e levanta a voz para dizer que o Vasco não cai: - N…

Semana de folga e briga boa no final de semana que vem

E o Brasileirão teve a rodada que havíamos previstos neste final de semana. A briga pelo rebaixamento continua acirrada, o Vasco deixou a lanterna e luta com todas as forças para escapar da degola, o Goiás venceu outra e sai da zona da confusão, o Avaí bateu o São Paulo, tirou o tricolor paulista do G4 e subiu na tabela deixando o Z4 e outros resultados não esperados, como esta vitória dos avaianos sobre o São Paulo,fizeram com que o Brasileirão ganhasse um molho especial para as próximas onze rodadas, onde tudo pode acontecer até mesmo o Vasco escapar do rebaixamento.

Só não acredito em reviravolta lá na ponta da tabela, a diferença de cinco pontos e uma boa sequencia de adversários menos cotados, para o Corinthians, é a certeza de que o Timão está com tudo e não está prosa e não vejo nem Atlético Mineiro, nem Grêmio e muito menos Palmeiras, que está longe demais e só pode alcançar Libertadores, como adversários que possam tirar o título do SC Corinthians Paulista, apenas o time pode …

O placar foi injusto para o Flamengo

Sabe aquele placar, que você olha sem ver o jogo, e diz: "Chocolate"? Pois é, este 4x1 do Atlético Mineiro, sobre o Flamengo, esta tarde, no Independência, é daqueles que somente quem não viu o jogo é que dirá que foi justo e merecido e que o Flamengo não jogou nada. Quem viu, com olhos atentos, como eu e o Bicudo, sabe que o placar foi mentiroso e que o Galo venceu por erros do Flamengo, em sua defesa, e por não saber como furar a defesa do time mineiro. 

Aquilo que eu disse no comentário do primeiro tempo pode ser repetido no pitaco da etapa final, o Flamengo jogou bem, soube se comportar em campo, mas sua defesa não é confiável e em outro gol de escanteio, bola na área voltou a ser tormento, o Atlérico liquidou a fatura e o quarto gol foi apenas um completendo de castigo para um time que não se portou de forma correta dentro da parte defensiva, exceto o bom goleiro Paulo Victor. 

Guerreiro voltou e foi peça nula, Marcelo Cirino é apenas um corredor, Alan Patrick voltou a se…

Galo x Urubu - Pitaco do primeiro tempo em Minas

Fim de primeiro tempo na Arena Independência, em Belo Horizonte, e vi um ótimo jogo de futebol e um Flamengo bem melhor do que o Atlético Mineiro e perdeu, 2x1, por erros individuais e de posicionamento de sua defesa, que com Marcelo é um "deus" nos acuda.

O Galo começou a toda, pressionando e tentando liquidar o jogo em poucos minutos para evitar o desgaste provocado pelo forte calor na capital dos mineiros. O Flamengo foi buscar o jogo e achou um pênalti, o único erro de Sandro Meira Ricci, um dos piores árbitros do Brasil, foi não ter expulsado Victor, que era o último jogador antes da linha de gol, mas Alan Patrick bateu de forma bisonha e proporcionou a volta do grito de "São" Victor pela torcida do Atlético. 

E o segundo erro individual custou o gol de abertura do placar, Marcelo, estabanado e mal posicionado, cabeceou contra o gol de Paulo Victor e fez o primeiro gol do Galo, que gostou do presente e saiu a procura do segundo gol. Mas o Flamengo estava bem pos…

Brasileirão - O domingo promete emoções de norte a sul do país

Não vi e não comento, mas fica a pergunta no ar: Seria o Enderson Moreira o grande responsável pelas derrotas do Fluminense? Não vi o jogo e não comento, mas pergunto: Seria a Ponte Preta tão melhor treinada, por Doriva, que possa vencer com facilidade o grande Fluminense? 

O que vi, no sábado de queijos e vinhos, foi apenas o primeiro tempo de Palmeiras x Grêmio, que por sinal muito me agradou pela movimentação dos dois times, principalmente o tricolor gaúcho, desfalcado de seis titulares e enfrentou o Verdão de igual para igual, no Pacaembu, e perdeu apenas nos detalhes do jogo, no segundo tempo, justamente a parte que não vi. 

Não vi o empate do Internacional, em casa, contra o Figueirense, que não anda bem das pernas e quebrou minha previsão de que o Colorado tinha pelo menos 60 por cento de chances de vitória. O que aconteceu com o Internacional? Não vi e não comento, mas apenas digo que hoje, nos sete jogos restantes deste Brasileirão, será de emoções fortes, a começar pelo clássi…

Muito futebol e pouca qualidade neste sábado

Já vi um clássico, em Londres, claro que pela Espn e na minha poltrona favorita, já vi um festival de erros de arbitragem, não foi no Brasil e sim na Espanha, onde o poderoso Real Madrid foi beneficiado por dois erros de arbitragens, no primeiro tempo, para não ir para o intervalo segurando um revés por pelo menos 2x0, já vi parte de um jogo sem graça, fácil demais, onde o Bayern Munique, com um time opcional, detonou o pequenino e caçula Darmstradt 98.

Sobre o clássico londrino, Chelsea x Arsenal, pouco a dizer sobre o jogo em si mas muito a comentar sobre as falsas promessas de craques ou craques badalados pela mídia internacional, que não mostram o valor que se esperava deles, como Oscar, Ozzil, Diego Costa, Pedro, Alexxis Sanches e até mesmo o belga Hazard, que não vive um bom momento. 

Ah! Vitória do Chelsea por 2x0 e o Arsenal, de Wenger, já chega ao quarto ano consecutivo sem sequer fazer um golzinho no tradicional rival da capital dos ingleses. 

E logo mais tem Brasileirão e dois…

Os anos dourados do futebol brasileiro

Ademir Tadeu
Não tenho a menor dúvida em afirmar que as décadas de 40, 50 e 60 foram os anos de ouro do futebol brasileiro. Ganhamos três Copas do Mundo em um intervalo de 12 anos, entre 1958 e 1970, fato esse que nunca ocorreu com nenhuma outra Seleção. E poderíamos ter ganhado quatro em um intervalo de 20 anos, se tivéssemos conquistado a Copa de 1950. 
Essa Copa até hoje e sempre será lembrada por diversos aspectos que muitas vezes julgamos com o coração, esquecendo-se que do outro lado tinha um adversário de bom nível, com jogadores de qualidade e uma raça que até hoje os jogadores brasileiros não conseguem igualar. Dentro das quatro linhas, time por time, será que o uruguaio não era melhor que o nosso? Os uruguaios e argentinos praticam um futebol com muito mais intensidade, é uma mística que eles carregam há décadas.     
Podemos dizer que os primeiros craques e ídolos foram Friedenreich, Domingos da Guia, Fausto, Feitiço e Leônidas da Silva. O Diamante Negro, para aqueles que não …

Soberba ou a dura realidade? O Flamengo perde a invencibilidade no returno

Com dez minutos de jogo, quando já havia acontecido a penalidade máxima, mão na bola de Pará, eu já comentava nas redes sociais: Desandou a maionese, com relação ao jogo do Flamengo contra o Coritiba, e ouvi "calma, ainda é tempo", ou então "está irritado, vamos virar". 

É verdade, comentava o momento e não via o futuro do jogo, acreditando que estava comentando a partida para minha emissora de rádio e não assistindo como torcedor e no meio de torcedores fanáticos e envolvidos emocionalmente com seu time. 

O primeiro tempo foi todo do Coritiba, domínio absoluto do meio campo e força defensiva daqueles que estão correndo para fugir de um rebaixamento, aliás o Flamengo este mês está sendo a "mãe" dos times em má fase, vide a eliminação contra o Vasco, também justa, pela Copa do Brasil, quando fez de tudo para não seguir em frente na segunda mais importante competição do Brasil. 

O placar até que foi lucro, o 2x0 na virada dava a impressão de que poderia mudar,…

E a lista de Dunga foi apenas um detalhe

Bom era quando a lista da convocação já estava decorada por todo torcedor brasileiro. Bom era quando o treinador não tinha que dar explicações sobre os convocados e sim pelos que deixou de chamar para Eliminatórias ou Copa do Mundo ou até mesmo um simples amistoso. 

Bom era quando o principal foco da convocação eram os jogadores e não as explicações dos dirigentes sobre ausências ou presenças em competições, como hoje foi feita com relação a Del Nero, que foi questionado sobre a sua ida ou não ao Chile, no jogo de abertura das Eliminatórias, na próxima semana. 

Bom era saber que o grande debate eram sobre as presenças e ausências de jogadores talentosos na lista de convocação e não sobre a presença de um pastor na concentração do time, nos Estados Unidos, ou sobre as idas e vindas de jogadores às redes sociais para bate papo ou participar, com opiniões, sobre o mundo em que vivemos. 

E bom era saber, antecipadamente, quem seriam os convocados, chamados por méritos e por seus feitos nos j…

Papo de Bola - Sem mudanças a briga continua igual na tabela

Deixando as polêmicas de lado vamos conversar sobre o Brasileirão e os jogos de ontem e de hoje, dizendo que os de ontem não mudaram nada em relação a tabela na parte de cima ou na parte de baixo. O Corinthians perdeu, 2x1 para o Internacional, em jogo bom de ver e disputado palmo a palmo até o apito final. Tudo bem, o Galo perdeu feio em Santos, o Peixe deitou e rolou e sapecou um 4x0 inapelável no Atlético Mineiro, mas não mudou nada na colocação e nem mesmo a excelente vitória do Grêmio. no Paraná, sobre o Atlético Furacão, alterou a classificação e apenas diminuiu a vantagem do segundo para o terceiro lugar. 

E na zona de rebaixamento também não houve alterações, apenas aproximação de uns grandes e vitoriosos clubes, Cruzeiro e Fluminense, que com as vitórias daqueles que estão abaixo e seus tropeços se aproximam perigosamente da zona da confusão. O Vasco somou mais um ponto, o sétimo em três jogos, e já vê uma luz no fim da tabela e pode até começar a pensar nos seus três por cent…

Mais polêmicas no Brasileirão

Mais uma quarta-feira e mais uma rodada polêmica no Brasileirão, e desta vez até na Europa a rodada foi desfavorável aos sopradores de apito, e como tem gente atrapalhando o espetáculo futebolístico por este mundo afora, ontem foi a vez de errarem a favor do líder e contra o lanterna, mas lá no sul, onde não foi marcado uma penalidade máxima contra o Corinthians, o resultado não sofreu com isto, o Internacional venceu legalmente, mas em Minas Gerais o apitador manchou o resultado, se convertida a penalidade não marcada poderia dar vitória ao Vasco da Gama contra o Cruzeiro. 

Polêmicas ainda no jogo do Maracanã, os palmeirenses reclamam que não houve pênalti de Fernando Prass sobre Cícero, mas Fred fez o favor de jogar para fora a cobrança e não aumentar a polêmica, na derrota do Fluminense por 4x1 para o Palmeiras, que aumentou a crise interna do tricolor das Laranjeiras. 

Polêmicas a parte a quarta-feira foi pródiga em gols, 25 marcados em 8 partidas realizadas, o que nos deixa feliz e…

Papo de Bola - Os meninos perderam o encanto?

Antes mesmo do final de Fluminense x Palmeiras, termina no momento em que começo a escrever o primeiro tempo, lá no Maracanã, e foram quarenta e sete minutos para se esquecer joguinho ruim, sem emoção e com duas estrelas jovens, badaladas pela imprensa brasileira nos últimos meses, sucumbiram de tal forma que até o velho Zé Roberto, 40 anos bem vividos, apareceu um pouco mais do que os meninos de ouro do tricolor e do verdão. 

Já sabem que falo de Gérson, que já deixou o jogo sentindo a velha contusão, e Gabriel Jesus, que todos esperavam que travaria um belo duelo com o também menino, o lateral Léo, do Fluminense, mas sumiu após uma ou outra tentativa de jogada pelo lado direito, sem brilho e sem talento. 

E uma outra constatação foi me dada neste jogo pela rodada sete do segundo turno, do Brasileirão, aquele Egídio, decisivo e eficiente, de dois anos atrás, com um brilho razoável no ano passado, sumiu, escafedeu, desapareceu o futebol ou a fase não é propicia ao lateral, que um dia fo…

Champions - Roma e Barça não agradam e Bayern vence fora

Não gostei do que vi hoje, no jogo principal da Champions League, o espetáculo ficou devendo e só valeu mesmo pelo gol antológio co lateral da Roma, Florenzi,que salvou o jogo e foi um momento único de um jogo, que começou de um jeito que deixava a impressão de um jogão e terminou de forma melancólica, com jogadores caindo com cãibras e com os dois times satisfeitos com o empate em um gol, o tento do Barça foi marcado por Suárez, e por isto digo que foi bom apenas pelo gol de empate dos romanos. 

A boa da rodada foi o jogo de Valência, onde Hulk, o dos glúteos grande, fez dois gols e seu Zenit venceu por 3x2 os donos da casa e largam na frente no Grupo H já que Gent e Lyon empataram em um gol e deixam os russos abrirem vantagem no grupo. Foi realmente o melhor da rodada, vi pedaços deste jogo no meu tablet, e deixou longe o jogo lá de Roma onde estava o atual campeão, o catalão Barcelona.

O Chelsea, que não vencia a sei jogos, pegou uma galinha morta lá na Inglaterra, Londres, e sapecou…