Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Série C: Campo Grande e Itaperuna estão fora

Passando os olhos nos e-mails recebidos e pelos sites e blogs de companheiros que acompanham passo a passo o futebol interiorano e da turma de pequenos, tenho a triste surpresa de ver, no Guia Fut, dos amigos Stefano Salles e Matheus Mandy, que o Campo Grande, assim como o Itaperuna, está fora da disputa da Terceira Divisão do Rio.


O Casimiro de Abreu, do bom parceiro Márcio Jorge, também está excluído da competição e outros cinco não jogarão o campeonato mais difícil organizado pela Ferj. 


Sabem o motivo da saída? Não foi motivo técnico ou provocado por dificuldade de montar um elenco de qualidade, o motivo foram as altas taxas cobradas pela entidade organizadora e o elevado custo para entrar em campo dezenas de vezes durante o Estadual da Série C.


Este elevado custo já foi comentado aqui abaixo, resumindo os custos de um jogo da Série A, e há alguns dias, analisando as despesas do Goytacaz FC na Série B do Rio, que começa neste sábado. Estão fora alguns times de empresários, que não qu…

Goytacaz: Estreia será em casa renovada

Não acompanhei os preparativos do Goytacaz para a estreia na Segunda Divisão do Rio, que acontecerá no próximo sábado (4/2/12), às 16h, no Arisão, mas tenho acompanhado o noticiário, sempre enviado pela assessoria de imprensa do clube alvianil, leia-se Gustavo Rangel, e vejo que os amistosos preparatórios foram de grande eficiência e o time do treinador Branco está se ajeitando.


O adversário da estreia é a tradicional A.A.Cabofriense, que inicia a tentativa de retorno a elite, de onde caiu em 2011, e também fez uma pré-temporada valiosa, segundo a comissão técnica tricolor. O alvianil da Rua do Gás tem novidades dentro e fora das quatro linhas, já disse por aqui e repito, mas será preciso uma boa estreia para confirmar todas as expectativas depositadas pelo torcedor, que confia cegamente na volta a Primeira Divisão nesta temporada.


A casa do Goytacaz, o Estádio Ary de Oliveira e Souza, está sendo revitalizado pela nova diretoria, com apoio do grupo que ajuda financeiramente ao president…

Volto aos exercícios e ao futebol do mundo

Tenho que recuperar a forma física e voltar a fazer meus exercícios regulares no meu simulador de caminhadas, que abandonei desde o dia 15 de  janeiro e sequer o troquei por caminhadas nas areias das praias de Guarapari. 


Preguiça? Não, faltou tempo para me dedicar aos exercícios e motivação extra para sair dos quiosques, bares e beira da praia para a tal caminhada, muito embora Marina tenha convidado todos os dias em que saia para sua rotineira movimentação.


Porque toco neste assunto? Ah! Claro que você não tem nada com isto, é problema meu, mas acontece que esta volta a meu aparelho de caminhada simulada tem um significado especial, é dali que fico assistindo aos jogos dos campeonatos europeus, exibidos à tarde nos canais Espn, e é dali que vejo os principais lances na tela de meu televisor.


Hoje temos cinco jogos pelo Campeonato Inglês e dois deles estarão em destaque, United x Stok City, Espn, às seis da tarde, e Everton x City, também as seis, na Espn-HD. São os dois primeiros coloc…

Fla: três jogos em cinco dias

Depois de alguns dias desligado do noticiário, mas de olho na bola e na telinha para acompanhar os jogos do Estadual, chego à Campos e volto a folhear jornais e dedilhar no laptop a procura de informações para comentar com amigos blogueiros. 


Sabe o que me chamou a atenção neste retorno? A tabela da Taça Guanabara, que coloca o Flamengo jogando no mesmo dia em que enfrenta o Real Potosi, pela Libertadores. Tudo bem, o jogo contra o Olaria foi adiado para sexta-feira, 48h após a "decisão" contra os bolivianos, e 48h antes do primeiro clássico contra o Botafogo.


São mesmos uns enganadores estes organizadores do nosso campeonato, que sonham apenas com as altas taxas cobradas dos dezesseis participantes e o resto que exploda. Não sei o que Patrícia Amorim e seus asseclas negociaram com a Ferj, mas o certo é que, mesmo anunciando que jogará com os reservas, tenho a impressão que faltou um pouco de força política para o clube da Gávea diante da entidade.


Antes que alguém me diga que …

Flamengo dá promessas da base em garantia

Há alguns anos, não sou bom neste negócio de datas recentes, o Flamengo investiu em Alex, este mesmo que  hoje brilha na Turquia, Vampeta e Denílson. Foi um fiasco total a passagem do trio pela Gávea, mas as contratações deixaram marcas fortes nas finanças e na estrutura da base rubro-negra.


Para ter o trio o clube se desfez de duas promessas, Adriano e Reinaldo, que foram negociados em fatias com empresários e financiadores do negócio, e em pouco tempo os dois atacantes partiram para clubes no exterior.


Esta semana a coluna de Ancelmo Góis, em O Globo, denunciou o esquema montado pelo C.R. do Flamengo e o Banco BMG para a contratação milionária de Vagner Love, sonho insistente de Patrícia Amorim e seus parceiros de diretoria e, pasmem o blogueiro, para cumprir os compromissos com os russos, que endureceram na negociação, o clube dá, de bandeja, parte dos passes de toda a sua base vencedora, como Adrian, Muralha, Lucas, Tomas, etc e tal.


Vagner Love é quase um trintão, se é que ainda não…

Cano e Boavista levam prejuízo no domingo

Venho ouvindo as reclamações dos clubes do interior, com respeito as altas taxas e despesas inseridas nos borderôs dos jogos promovidos pela Ferj, em qualquer divisão, que resolvi dar uma olhada com mais carinho, a partir da primeira rodada do Estadual 2012, para analisar o "choro" de César Gama quanto ao que se gasta para montar um jogo dentro do Godofredo Cruz.


Até que no primeiro jogo, contra o Vasco, em Macaé, as despesas com viagens e hospedagem ficaram abaixo, o jogo foi realizado a pouco mais de cem quilômetros de Campos e o transporte e a alimentação saíram mais em conta e o arrecadado, R$ 15.546,01 (quinze mil quinhentos e quarenta e seis reais e um centavo) foi suficiente para cobrir o que se gastou na viagem e, como não houve pagamento de bicho, deu para "empatar".


Mas ontem, no jogo contra o Boavista, no Estádio Godofredo Cruz, as velhas reclamações do presidente alvinegro mais uma vez são cobertas de razões e não há como aguentar o tranco sem verbas da t…

Fim de férias

Já estava com saudades da minha telinha, da minha poltrona favorita e dos amigos do Armazém do Lenílson. Chega de contar causos e passagens acontecidas aqui na bela e gostosa Guarapari ou de falar do Sabiá, do Bolinhas ou de filar um jogo aqui e outro ali nos bares e nas casas dos amigos.


Estou de volta a cidade e a velha e boa rotina e nossos encontros no Blog do Adilson Dutra e no Twitter já serão mais acentuados e os jogos dos campeonatos europeus e a Copa Africana de Nações, que está sendo jogada há mais de uma semana, serão olhados com carinho por este escriba saudoso dos bons momentos e torcendo para que a Fox Sports Brasil seja incluída na grade da Sky e nossa Libertadores tenha um pouso em solo brasileiro em toda sua plenitude.

E surgem os favoritos

No último dia da temporada capixaba resolvi aceitar o convite do Zé Luiz, o Categoria, e fui até a Praia do Morro para ver, a seu lado, Duque de Caxias x Vasco da Gama, na piscina, ops, no Estádio Cláudio Moacir, em Macaé, que por sinal recebe da coluna o parabéns pelo ótimo trabalho feito no gramado, drenagem perfeita que permitiu a complementação da partida mesmo com um verdadeiro dilúvio caindo sobre a cidade.


Dois vascaínos, o anfitrião Zé Luiz e o conterrâneo João Augusto Leitão, que me surpreendeu com seu vasto conhecimento sobre seu time atual e da história mais tradicional do time da Colina. Vi, com olhos de comentarista, o jogo contra o Duque de Caxias e gostei do jogo até o momento em que a chuva e o aguaceiro permitiram ver e, com justiça, deu Vasco com folga e tranquilidade.


Enquanto víamos o jogo de Macaé eu tuitava a procura de informações sobre Americano x Boavista, jogado no mesmo horário no Godofredo Cruz, em Campos, e as notícias que chegavam eram escassas e sem maiore…

Previsões prá lá de previsíveis

Não que eu queira ser “Pai Penacho” novamente, mas os prognósticos para o jogo desta segunda rodada, a serem disputados na tarde deste domingo, são previsíveis e do tipo que os adivinhos gostam de dar pitacos quando aparecem assim, de bandeja, para fazer o nome do “bruxo”.


Duque de Caxias x Vasco, no Estádio Cláudio Moacir, em Macaé, é um destes que nem o mando de campo dá vantagem ao pequeno. O Vasco, embalado e hiper motivado, é favorito absoluto e vai para campo para um treino mais forte para sua preparação para a estreia na Libertadores.


Como não tem Libertadores e seu único objetivo neste primeiro semestre é o Estadual, o Botafogo entra em campo, na quentíssima e ensolarada Moça Bonita, em Bangu, para enfrentar o Nova Iguaçu. Osvaldo Oliveira conhece como poucos aquela região, ele é nascido e criado por ali, sabe que a maior dificuldade nesta segunda rodada será o gramado ruim do Estádio Guilherme da Silveira e advertiu seu time para uma possível “zebra” pintada de laranja na zona …

Cano x Boavista é prova de fogo para campistas

Americano entra em campo logo mais, no Godofredo Cruz, para provar que não fez um bom jogo, contra o Vasco, no domingo passado, por mero acaso. Eu disse, na coluna de terça-feira, que havia gostado do time dirigido por Moacir Júnior e que apenas o atacante Evandro destoou do restante, ou é muito fraco ou estava deslumbrado por enfrentar Dedé, o melhor zagueiro em atividade no Brasil.


Durante a semana troquei alguns dedos de prosa com Eraldo Bento, que também gostou do que viu, via televisão, lá no Estádio Cláudio Moacir, e, por sermos afinados em nossos pensamentos, o velho alvinegro também destacou a boa atuação de Hugo e a consistência de Alex, o homem de sete fôlegos.


Neste domingo o adversário, Boavista, é daqueles que briga pelo mesmo objetivo e ganhar três pontos, além de essencial, é obrigação para o alvinegro de Parque Tamandaré. 


O que pretende o Americano FC no campeonato? Perguntaria o torcedor ávido por uma boa informação sobre seu time. Eu diria, sem medo de errar, que nesta…

Fla tropeça e Flu passeia no Carioca 2012

Sim, vi Macaé Esporte x Flamengo ontem à tarde e gostei do que vi na telinha. Não foi um jogão de bola, mas equilibrado, corrido e só faltaram os gols para alegrar alvianis ou rubro-negros. Não vou entrar em detalhes ou em comentários mais efusivos porque, você aí do outro lado, a esta altura do dia, já leu tudo a respeito e já tirou suas conclusões sobre o que fizeram os dois times e seus treinadores.
Só arremato que foi um sábado legal, daqueles que começam ameaçando ser chuvoso, triste ou sem graça, como contei no post anterior, e terminam na boa, com bom papo, futebol na telinha em um ambiente digno de ser frequentado, parabéns ao pessoal do restaurante que não deixou a "peteca cair" nos dois jogos do dia e tricolores e rubro-negros se comportaram dignamente. 
E por falar em tricolor foi ótima a vitória do Fluminense lá em Volta Redonda. O primeiro jogo com o time considerado titular foi para deixar a torcida entusiasmada e cheia de convencimentos de que este ano será mesm…

Um dia nublado... um programa diferente

Um sábado com cara de pouco sol ou até mesmo que teremos chuvas aqui pelo litoral do Espírito Santo. Levantei cedo, fui a padaria, e imaginei que o dia seria daqueles de passar o tempo jogando buraco, fazendo palavras cruzadas ou jogando paciência aqui no laptop.


Que falta me faz a minha Sky neste momento! Hoje, com este tempinho "lusco/fusco" , já tinha programa organizado para todo o sábado,lá na Campos intrépida e formosa,  a começar pelo giro no Armazém do Lenílson e o papo sagrado com a turma da Boa, que serviria como preliminar para os jogos dos campeonatos europeus e na espera pelo que nos espera no Estadual do Rio.


Mas cá estou eu, em Guarapari, brigando com minha Internet Vivo, que me oferece apenas 32k de velocidade, o suficiente para me irritar e ficar abrindo e fechando os jogos de cartas do programa do computador. 


Cá estou eu, a esperar pelo Leandro, que neste momento está na estrada rumo ao apartamento alugado para esta temporada, e, além de escrever estas maus t…

Clássico da Leopoldina na Ilha

Se amanhã a gente tem um clássico interiorano, Americano x Boavista, em Campos, hoje, sábado, um dos mais tradicionais jogos entre cariocas, que há muitos anos não se realiza, volta a ser jogado na Primeira Divisão do Rio.

Bonsucesso e Madureira se enfrentam depois de muito tempo devido a longa permanência do Bonçussa na segundona, e, por não ter o Estádio Leônidas da Silva, na tradicional Rua Teixeira de Castro, o jogo será realizado na Arena da Ilha do Governador, que antes era chamado de Estádio dos Ventos Uivantes e que durante o fechamento do Maracanã, para uma das suas reformas, foi usado pelos grandes como palco principal.


O Madureira é o favorito na opinião do blogueiro, vem de uma boa vitória sobre o Macaé, jogando na Rua Conselheiro Galvão, e o tradicional adversário perdeu feio na estreia para os reservas do Flamengo. Quanto ao investimento há um empate técnico, ambos estão sendo mantidos por empresários e usam jogadores experiente, bem rodadas, mesclados com garotos em busca…

Fluminense em Volta Redonda

O Fluminense faz o jogo das sete e meia, no Estádio da Cidadania, contra o motivado Volta Redonda. O canal Premiere passa a partida, em sistema PPV, e Abel Braga sabe que terá pela frente um time preparado e com moral após vencer, de virada, o Bangu, em Moça Bonita, na primeira rodada.


Cabe aqui o mesmo comentário postado para o jogo entre Macaé x Flamengo, ou seja, vencer é obrigação do tricolor carioca seja lá qual time entre em campo contra o Voltaço, que por mais que esteja no embalo está em estágio bem inferior do adversário da noite deste sábado.


Ainda não será desta vez que Abel Braga terá aquele que o tricolor chama de "time ideal", Tiago Neves, recém contratado, só estreia em fevereiro e os reforços que chegaram no início da temporada parece que ainda não ganharam status de titulares.


Os homens que cuidam do Estádio Raulino de Oliveira, agora chamado de Cidadania, garantem que o novo gramado está perfeito e que o Fluminense terá o prazer de sentir a qualidade do piso e…

Tem Flamengo em Macaé

Hoje a bola rola nos estaduais pelo Brasil e, aqui no Estado do Rio, as atenções estarão voltada para Macaé, onde o Flamengo, ainda de Luxemburgo, joga contra o Macaé Esporte tentando fazer mágica para sumir com a crise instalada há algum tempo na Gávea.

O treinador precisa resolver umas pendencias e a diretoria assumir o comando do grupo e definir o futuro de alguns jogadores, entre eles o ídolo Ronaldinho, que parecem não estarem dispostos a suar a camisa enquanto não receberem os atrasados.
Até acho justo, ninguém trabalha satisfeito sem grana no bolso, mas o profissionalismo e o nome feito durante anos de sucesso, deveriam impedir a acomodação se os jogadores entram em campo e se colocam a disposição para jogar. 
Aí o Alex Silva tem meio apoio, é melhor pedir o boné e partir para novos horizontes do que entrar naquela velha máxima, criada pelo Vampeta: "Eles fingem que pagam eu finjo que jogo", que pelo menos foi sincero. No Flamengo tem muita gente fingindo que está jogand…

Primeiro vexame do ano

Ver o Flamengo, em Potosi, era algo que a gente pensava ser complicado devido a altitude e os problemas de adaptação. Mas cá prá nós, bem baixinho, que o Luxemburgo não nos ouça, entrar com  quatro volantes, um meia e um meia/atacante, contra um medíocre time, que tem na altura o seu principal aliado, é coisa de treinador covarde ou sem opções no elenco.


Fico com as duas opções. O primeiro tempo do Flamengo foi aquilo que o torcedor pede para ser riscado do mapa. O time rubro-negro errou tudo o que tentou e de bom, na etapa inicial, só a jogada de Léo Moura, que serviu Luiz Antonio com aquele algo mais. 


O Real Potosi é fraco e tem um time que joga de acordo com o adversário e sua arma, até a turma do Operário, lá de Miracema, sabe como joga. Os bolivianos usam os chutes ou cruzamentos de longa distancia para surpreender os goleiros e os zagueiros visitantes, e, mais uma vez, cá prá nós, será que Luxemburgo e seus asseclas não sabiam disto?


Nunca joguei na altitude, mas já visitei países…

Até que tentei ver a final da Copinha

Dia com sol forte e céu claro, daqueles chamados de “céu de brigadeiro” e a dúvida bate por dentro do peito: Sair para curtir a praia ou ficar no apartamento e ver a decisão da Copinha entre Corinthians e Fluminense? 


Fiquei no meio termo e fui andando calmamente pelas calçadas do centro de Guarapari e olhando para os bares onde as tevês estavam ligadas no jogo festivo do aniversário de São Paulo. Olhada aqui, olhada ali e no final resolvei sair da rotina de dez dias e ir até o último bar para acompanhar a final dos garotos.  


Ainda não tinha visto nem uma partida, a Copa São Paulo começou justamente no meu aniversário, 3 de janeiro, e não era um dia muito propício para ver futebol na telinha. Após alguns jogos inexpressivos, envolvendo times de empresários e alguns nortistas, centristas ou nordestino sem nenhuma qualidade técnica, resolvi abandonar, mais uma vez, o acompanhamento da maior competição juvenil do país.


Esta Copa São Paulo tem o mesmo significado do BBB para este escriba, v…

Fla se diz pronto para enfrenta o Potosi

O que espera o torcedor do Flamengo para o jogo da noite desta quarta-feira, lá nos quatro mil metros de altitude, contra o Real Potosi, da Bolívia? Um Flamengo motivado pela possível contratação de Vagner Love e Gonzales ou um Flamengo empacado com a crise envolvendo diretoria, comissão técnica e jogadores?


Nem sei qual opção escolher, mas garanto que time por time o Flamengo não há o que temer na altura de Potosi, o trabalho de aclimatação foi bem feito e a comissão técnica trabalhou o suficiente para dar aos onze titulares condições de jogar no perigoso palco boliviano.


Depois de uma lenga-lega, que durou pelo menos duas semanas, a Globo e  a Fox, detentora dos direitos da Taça Libertadores das Américas, o jogo será mostrado, ao vivo, pela Platinada carioca, e o torcedor terá a chance de ver direto de Potosi como Luxemburgo montará o time para enfrentar a altitude e o Real. 


Daqui, de onde estou em Guarapari, já observo bandeiras e faixas espalhadas pelos prédios no centro da cidade, …

Até quando 16 na Primeira Divisão?

Os estaduais de todo o Brasil, exceto o mineiro, já estão com bola rolando e nada de novo acontece pelos quatro cantos deste país do futebol. Os grandes continuam grandes e os pequenos, principalmente no Rio de Janeiro, continuam pequenos e ineficientes diante dos adversários de maior peso na camisa.


E lá se foi a primeira rodada do campeonato “mais charmoso do Brasil” e, como tem acontecido nos últimos anos, os mesmos coadjuvantes fazem os mesmos vexames logo na estreia. 


O Flamengo, com seu time de garotos e reservas, passou com facilidade pelo recém promovido Bonsucesso, como o Fluminense B detonou o Friburguense.


Duas presas fáceis para a dupla Fla x Flu, que pelo visto jogarão o Cariocão com os reservas e não se arrependerão, principalmente o Flamengo, que jogará nas alturas e anda bem preocupado com o adversário boliviano, o Real Potosi, que pode lhe tirar o filão da Libertadores.


Vasco e Botafogo ainda tomaram um sustinho, pequeno diga-se de passagem, mas o suficiente para mostrar …

E o Cariocão já tem favoritos, ao rebaixamento

Estava eu quietinho, bebericando uma cerveja gelada na boa companhia de Sollon e Dona Bilu, quando o Luiz insistiu para ver o jogo do Fluminense em algum bar do centro de Guarapari. 


Olhei para os dois quase centenários e não vi um OK muito legal, mas como a paixão pelo futebol e pelo nosso Cariocão é maior, abri o twitter, no meu celular, para olhar as escalações de Flu e Friburguense, protagonistas do jogo de abertura do Estadual 2012 e... 


... Resolvi ficar por lá e pedir mais uma gelada para aguardar a rodada da noite, já na hora do jantar, quando os reservas do Flamengo pegariam o caçula Bonsucesso no Engenhão, na tal jornada dupla deste sábado.


Fazia um bom tempo que não me desligava tanto do futebol como nesta segunda quinzena de janeiro, que escolhi para fugir da mesmice na agradável Guarapari e, embora hoje o celular, o Tablet e o laptop te façam escravos da Internet e das notícias da bola.


Jurei a mim mesmo que não me tocaria para os jogos das duas primeiras rodadas dos estaduai…

OS ESTADUAIS ESTÃO DE VOLTA

A bola finalmente vai rolar para os estaduais em todo Brasil, alguns já começaram no meio desta semana e os principais, Carioca e Paulista, dão o tiro de largada neste sábado e os campeões Flamengo e Santos botam o titulo em jogo nesta temporada que promete ser equilibrada em São Paulo e com uma cara alvinegra aqui no Estado do Rio.


O que esperar dos reservas do Flamengo neste sábado, contra o Bonsucesso? O que fará o Botafogo na estreia contra o Resende? Tricolores, empolgados com a “maquina” criada pela patrocinadora, esperam um massacre no primeiro jogo contra o Friburguense? E o Vasco, que terminou o ano em alta, vai manter o ritmo já na primeira partida do estadual contra o Americano?


Outra grande incógnita é com este Americano, que montou um time barato, com gente desconhecida e um treinador que vem pela primeira vez para a vitrine do Estado do Rio de Janeiro. Vamos aguardar a sequencia de jogos do alvinegro campista para fazer nossos comentários a respeito do grupo montado pela d…

De novo"profexô"?

Será que a história se repete com o "profexô" Luxa? Há alguns anos, quando Marcelinho era o grande ídolo do Corinthians, o técnico resolveu implicar com o craque e acusou o Pé de Anjo de ser irresponsável e de promover orgias em seu apartamento, na concentração do Corinthians, no interior paulista.


Na sua pífia passagem pelo Real Madrid, em2005, seu comportamento foi desaprovado pelos "galáticos" e seu estilo super star, o mesmo que demonstra hoje, não emplacou no time merengue e foi demitido antes que pedisse a cabeça de Zidane, Roberto Carlos, Ronaldo e outros. 


Na sua primeira passagem pelo Flamengo o "profexô" não suportou o brilho de Romário e passou a perseguir o craque/artilheiro, mas naquele tempo a diretoria foi atuante e o demitiu, resguardando Romário, que ficou um grande tempo com relação estremecida com o treinador.


Agora é a vez de implicar com outra grande estrela de um time dirigido por ele, Ronaldinho Gaúcho sofre as mesmas acusações imposta…

Meus amigos quase centenários se encontram

Ontem, sentado no Bar e Restaurante Bolinhas, no centro de Guarapari, reencontro Dona Bilu, minha quase centenária amiga, e, para sua surpresa estava comigo o velho guru Ermê Sollon, que fez questão de ir até o Litoral Capixaba para conhecer a minha “musa” do verão. 


Dona Bilu, como você sabe é torcedora do alvinegro de General Severiano, saiu pela praia passeando com seu novo amigo, claro que eu estava ao lado para impedir qualquer “gracinha” de Sollon, e aos poucos foi mostrando o seu humor e seu “pavio” curto.


Sentamos no Quiosque do Miguel, indicação do amigo Luiz, genro do Sérgio Tinoco, e pedimos uma cerveja gelada para começar o dia. Nossa amiga queria saber as novidades sobre a contratação de Tanaka, o lateral “brazinês”, que o Botafogo pretende trazer para o lugar de Bruno Cortês. 


Quando informei a ela que Osvaldo Oliveira aceitou a chegada do chileno Rojas, de La U, a quase centenária senhorinha sorriu e pediu uma cerva por sua conta.


- Gostei, Dutra, vi este moço jogar contra …

Fla poderia repetir BBB12

Hoje é terça-feira e o dia parecia correr normalmente quando... Fluminense vai ter que provar que não assediou Tiago Neves, quando... Daniel foi expulso do BBB12 por assediar companheira "ferrada". 
E aí, amigos e blogueiros, sou obrigado a me render a febre nacional, que é este BBB da Globo, e bagter um papo sobre o tema aqui no espaço.
Não vou polemizar porque vi apenas o vídeo que circula na Internet, não vou acusar, porque não sou promotor, ou defender, porque não sou advogado, mas só tenho uma certeza nisto tudo, a poderosa emissora está preocupada com a repercussão do caso e os patrocinadores estão temendo queda de audiência.
Bom, aí é que entra a minha opinião sobre o assunto: Cair a audiência? Duvido. O povo gosta deste clima de suspense e o falso moralismo leva o telespectador a dar uma espiadinha básica, copiando Pedro Bial, nas chamadas do programa. 
Bem amigos, parafraseando Galvão Bueno, nosso papo por aqui é o futebol e depois do que vi, lá em Londrina, o Flamengo …

Bizuca hoje é saudade

Texto de Vander Luis (Rádio Jovem Pan-SP)
Faleceu neste sábado Adailton Oliveira Pimenta, 70 anos, ex-presidente da Liga Sanroquense de Futebol. Adailton lutava contra o câncer e estava internado na Santa Casa de São Paulo. O enterro foi na manhã deste domingo no cemitério do Cambará (São Roque).


Adailton foi uma pessoa marcante na história do esporte sanroquense a partir do final da década de 70 quando reestruturou a Lisafu organizando campeonatos e convocando a seleção da cidade para amistosos principalmente em Miracema (cidade onde nasceu no Interior do Rio de Janeiro) e até mesmo jogos no Paraguai.


Adailton tinha o estilo de antigos dirigentes do futebol brasileiro, podendo ser comparado com o Eduardo Vianna, o Caixa d’Água (o polêmico dirigente do futebol carioca) ou com Nabi Abi Chedid (ex-presidente da Federação Paulista, que o próprio Adailton tanto conviveu).


Eu mesmo muitas vezes contestei suas decisões, mas nunca tivemos nenhum tipo de problema porque ele sempre respeitava a op…

Fla x Timão jogam e a Globo mostra

Imagem
Luxemburgo (foto acima) tenta, com sua varinha mágica, o milagre, ou seja, fazer um meio campo com Airton, Willians, Luis Antonio e Renato Abreu, ser criativo. Será que consegue?


Hoje tem clássico na Globo e o torcedor, saudoso dos jogos na telinha da tevê, já comenta nas rodas dos bares sobre Corinthians x Flamengo, que será jogado em Londrina, às quatro da tarde, em amistoso que servirá de preparação para as duas equipes às vésperas de começarem competições importantes. Vem aí a Libertadores e os estaduais de SP e RJ.


Ambos treinadores optaram por manter a mesma base de 2011, o Corinthians até que contratou, levou para a Fazendinha cinco novos jogadores e, como o Flamengo, que levou dois para o Ninho do Urubu, todos para compor elenco e nenhuma grande estrela chegou para alegrar as duas maiores torcidas do país.


Apesar de ameaçar escalar o novo atacante Itamar como titular na tarde de hoje, Luxemburgo entendeu que seria preciso manter o time que terminou o ano e permanecer com o mesmo …

Nem Aldo, nem Belfort, a madrugada foi de Galvão

Imagem
As manchetes de hoje, em todos os sites especializados em esportes e nos grandes veículos de mídia, aqui pelo Brasil, é o evento da madrugada, liderado por Galvão Bueno, que mostrou as lutas dos brasileiros Victor Belfort e José Aldo, que venceram e deram prova que o esporte (esporte?) está ganhando terreno e já é realmente popular.


Não vi porque não faz meu gênero este negócio de violência, mas confesso que os comentários dos companheiros, no Twitter, e dos especialistas, nos sites esportivos, me deixaram confuso: Seria mesmo os lutadores as grandes estrelas da madrugada de luta ou seria Galvão Bueno, este ícone da narração esportiva, o causador de tanta histeria?


Fico com as duas opções, Belfort e José Aldo, opinião de quem entende do assunto, arrebentaram com os gringos e venceram de forma inapelável e, opinião de vários companheiros, que Galvão Bueno deitou e rolou na transmissão e ofuscou até o ídolo do UFC Anderson Silva, que não teve tempo sequer de comentar os golpes desferidos …

Um goleiro para o time do céu: Morreu Bizuca

Imagem
Este time, foto acima, ficou invicto durante dois anos e Bizuca, terceiro da esquerda para a direita (em pé) era no treinador dos garotos do Vasquinho EC, de Miracema.


Um telefonema de Vander Luiz, esta noite, me deixou triste e com o coração sangrando como se uma punhalada tivesse levado. Vander, jornalista de São Roque/SP, profissional da Rádio Jovem Pan/SP, me informava que Adaílton de Oliveira Pimenta, meu ídolo Bizuca, falecera e a notícia foi postada na rede social (Facebook) por seu filho Adaílson.


Não tenho os motivos que levaram Bizuca ao óbito, só tenho a certeza de que o ex-goleiro e meu primeiro técnico no Vasquinho, lá da terrinha, não estava muito a vontade na última vez que nos falamos, via telefone, em novembro/2011. 


Estou buscando forças para escrever a trajetória esportiva do amigo e contar uns causos acontecidos com ele dos quais fui testemunha, mas não encontro motivação para isto após a triste notícia me passada pelo amigo Vander Luiz. 


Bizuca foi um dos grandes amig…

Papo com o garçom Nilson, o tricolor feliz

Ontem, na Praça São Salvador, encontro com o velho amigo Nilson, garçom do Caravela de Ouro e homem com vasto conhecimento do futebol. O papo, claro, foram os reforços do seu Fluminense e a chegada de Tiago Neves nas Laranjeiras para formar com Deco, Sóbis e Fred o melhor quarteto ofensivo da temporada.


- Qual o melhor time deste ano, meu caro Dutra? Pergunta que todos me fazem não poderia faltar do amigo Nilson.
Expliquei que se o Fluminense fechar com Tiago Neves, coisa que o Lance! de hoje está afirmando ser definitiva, vai depender muito de Abel para que o tricolor se transforme no mais temido time da temporada. 


A dúvida de Nilson é a mesma que eu tenho, falta uma zaga confiável e um pouco mais de ousadia do treinador Abel Braga, que já anunciou Edinho e Diguinho como titulares e o recém contratado Jean, volante com boa saída de bola e bom toque, na reserva.


- Concordo contigo, mas vejo um só problema nesta imensa lista de craques no meu tricolor, a vaidade e a interferência do patro…

E o dinheiro para manutenção?

Lendo a manchete do globoesporte.com deste sábado: "Em crise, Flamengo por ir para a Bolívia sem Ronaldinho", algo me passou pela cabeça e vieram a mente duas histórias interessantes, que não tem nada a ver com o futebol, porém, tem sempre um porém, tem tudo a ver com crise financeira.


A primeira aconteceu em um dos bares de Campos, onde sento às sextas-feira para um chope ou uma cerveja gelada com amigos, e ilustra bem o caso do Flamengo. Prestem atenção.


Um cidadão chega alegre ao local após estacionar sua Hilux, a camionete da moda, em local proibido, e pede: "Manda uma baixa renda bem gelada". Sabe o que é "baixa renda"? É a cerveja de segunda linha, mais barata, que atende as necessidades dos menos abastados.


Alguém, na minha roda, comentou alto, até com ideia do chegante ouvir: "Com um carro destes, numa sexta-feira, estaria passeando pelo menos em Guarapari". E o dono do possante veículo respondeu: "Não posso sequer ir a Quipari quanto …

Matando a saudade do bom companheiro

Gosto de ir ao centro da cidade às sextas-feiras, principalmente no meio do mês, quando os frequentadores assíduos dos bancos já revolveram os problemas financeiros e os compradores já estão sem grana no bolso, ou na bolsa, e deixam o local livre para a turma da bola prosear sobre o assunto preferido, o futebol.


Passando pelo tradicional Café Paris ouço uma voz super conhecida, que meus ouvidos captaram imediatamente o dono da famosa voz, Luiz Cândido Tinoco, narrador e radialista dos áureos tempos do rádio campista e ao me aproximar, para o abraço carinhoso no amigo, recebi o convite para encostar no balcão para um dedo de prosa.


Não foi um dedo, foi uma mão inteira de papo sobre nossas viagens, nossas aventuras pelos estádios deste país do futebol, e minha participação nos jornais falados da Cultura e Difusora, levado por ele nos anos setenta. Lembranças que brotavam a cada bolinho de aipim, a cada coxinha ou a cada esfirra que saia para a freguesia que chegava com fome.


Muito bom ver …

Fla repete erros de 2011

O Flamengo entrou em campo pela primeira vez no ano de 2012 e mostrou os mesmos erros de 2011. Um meio campo confuso, sem criatividade e na super dependência de Ronaldinho Gaúcho, que começou o ano sem o entusiasmo demonstrado na temporada passada.


Vi quarenta e cinco minutos de um jogo-treino sem muita motivação e sem qualquer mudanças no time dirigido por Vanderlei Luxemburgo. Deivid continua isolado, sem função e Léo Moura preso por um sistema que não lhe permite muitas ações ofensivas e dois brucutus penando no meio campo tentando fazer a bola rolar com tranquilidade.


O Londrina não é sequer limitado, é fraco mesmo, estava na segundona do Paraná e não participa de nenhuma competição nacional,. Ah! Foi um simples treino, dirá o treinador, mas cá prá nós, se este treino for medir o que será realizado em Potosi a galera rubro-negra já começa a ficar desconfiada.


O time do segundo tempo, o que Luxemburgo promete colocar em campo nas três primeiras rodadas do Carioca/2012, até que demonst…

Americano apresenta o seu Tardelly

Imagem
Se na Copa São Paulo tem Roberto Baggio e Charles Miller, além de dezenas de Romários, o Americano também tem um homônimo de famoso: Chegou ao Parque Tamandaré o atacante Tardelly, assim mesmo, com dois L e um Y no final para diferenciar do atacante que rodou por São Paulo, Flamengo, Atlético, Rússia e hoje está chegando ao Qatar.


Segundo informações que chegam do Goiás EC, de onde vem o atacante recém apresentado pelo Americano FC, o garoto (20 anos) é tratado como uma "joia rara" e o esmeraldino goiano só o liberou para que se apresente na vitrine do Carioca.


Tardelly estará no grupo que vai a Vitória/ES, no sábado, para o último amistoso preparatório antes da estreia no Estadual 2012, contra o Vasco, no Estádio Cláudio Moacir, em Macaé. 


Quem sabe esteja chegando "o cara" para acertar a pontaria do ataque alvinegro?

Um time estranho e uma história curiosa

Você imaginou se seu time, brasileiríssimo, entrasse em campo com esta formação: Hukerlison, Anikson, Gilmarx, Lyneeker e Valkenedy, Nordeilson, Wberlan e Nickthiele, Karlon Mailton, Swillames e Werikleeis? 


Não se assustem, é a seleção de nomes estranhos encontrados na Copa São Paulo Sub-18, que selecionei, com a colaboração do blogueiro/amigo Renato Caveare. E, para dar um ar nostálgico e boleiro no tema, relacionamos dois reservas “famosos” Roberto Baggio e Charles Miller, que nossos leitores conhecem muito bem a história deles.


Estes meninos, pobres meninos, adotam apelidos para fugir da ridicularizarão por parte de seus colegas de clube ou da imprensa, e, cá prá nós, que os pais destes jovens não nos ouça, o que fizeram estes garotos para receber um castigo deste tamanho, que levarão consigo até o final da vida?


Lembro-me de uma história, no interior de São Paulo, de um jogador de futebol, que não conseguiu a fama, que trocou o nome e chamou a atenção de muitos jornalistas da capita…

Ensaios finais de alvianis e alvinegros

Os times campistas estiveram em ação nesta quarta-feira, ensaiando seus elencos para os estaduais que se aproximam, e até que se saíram muito bem nos jogos-treinos. O Goytacaz venceu o Quissamã, lá no Caneirão, e o Americano empatou com o Macaé Esportes, no Cláudio Moacir, resultados que dão um pouco de esperanças aos torcedores alvianis e alvinegros.


A gente sabe que nem sempre são os resultados destes jogos de pré-temporada que irão definir se o elenco é suficiente ou se o time está pronto para um campeonato duro como estes da Primeira e Segunda Divisões do Rio de Janeiro, mas dá prá perceber se há evolução dentro de campo ou se o treinador tem material humano suficiente para seguir com fé.


Os dois campistas enfrentaram adversários do mesmo porte, concorrentes diretos em seus campeonatos, com certeza Branco e Moacir tiraram lições destes dois jogos e sentiram o que podem render seus times nas competições que se aproximam.


Vencer em Quissamã, mesmo em jogo amistoso preparatório para tem…